tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Covid 18/01 a 24/01
Polícia

Duas mulheres são presas com maconha, skank e haxixe na rodoviária de Campo Grande

A droga estava em malas com as traficantes e em uma casa na Vila Palmira

13 janeiro 2021 - 16h50Por Mariana Rodrigues

Duas mulheres 19 e 23 anos, foram presas na noite dessa terça-feira (12), no terminal rodoviário de Campo Grande. Com elas foram encontrados 182 pacotes de Skank, 21 tabletes de haxixe e 36 tabletes grandes e 22 tabletes menores de maconha. 

As duas mulheres estavam na fila de embarque do ônibus interestadual, itinerário Campo Grande (MS) X Goiânia (GO), cada uma portando uma mala. Durante vistoria com a ajuda dos cães de faro de entorpecentes em suas bagagens, foram apreendidos com a passageira de 19 anos, uma mala de cor preta contendo 54 pacotes de substância análoga a derivado de maconha (Skank) pesando 13,4 quilos e com sua comparsa de 23 anos, foram apreendidos em uma mala, 65 pacotes da mesma substância análoga a derivado de maconha pesando 16,2 quilos. 

Logo que foram descobertas, ambas as detidas confessaram que estavam viajando juntas e que chegaram até a cidade de Campo Grande pegando carona com caminhoneiros desde a cidade de Rondonópolis (MT), onde moram e que teriam chegado à tarde dessa terça-feira, apenas para buscar o entorpecente e transporta-los até a cidade de Goiânia. Pelo transporte receberiam R$ 2.500 (dois mil e quinhentos reais) cada uma.

A prisão foi realizada pela equipe Canil do Batalhão de Choque da Polícia Militar, durante uma operação no interior do terminal rodoviário em conjunto com o Guarda Civil Metropolitano da base do terminal rodoviário de Campo Grande.

Elas estavam hospedadas em um hotel nas proximidades da rodoviária. Os policiais, as mulheres passaram versões contraditórias confessando que pegaram a droga em uma casa no bairro Vila Palmira. 

Diante da confissão das detidas, a equipe policial foi até o bairro e realizou uma busca pelo interior do imóvel onde localizou com os cães, três malas contendo o total de 36 tabletes grandes de substância análoga maconha, 21 tabletes menores de substância análoga a maconha, porém triturados, 22 tabletes de substância análoga a derivado de maconha (haxixe)  e 63 pacotes de substância análoga a derivado de maconha (skank ), totalizando 142 volumes pesando 36,8 quilos. A droga apreendida estava avaliada em R$ 224 mil.

Conforme informações policiais, o imóvel apresentava características de ser apenas um entreposto para distribuição de drogas. Diante dos fatos as autoras foram conduzidas para Delegacia para as providências cabíveis.