Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Polícia

#EXPOSEDCG: especialista vê iniciativa positiva, mas alerta para linchamento moral

Página no Twitter expôs supostos casos de assédio e estupros em Campo Grande

04 junho 2020 - 13h00Por Diana Christie

Perfil anônimo criado no Twitter que expôs relatos de mulheres que foram vítimas de assédio e até estupros, que ocorreram em Campo Grande e até cidades no interior, o @ExposedCG mostrou força, com ponto de partida para investigações policiais e dando coragem às vítimas para denunciar.

Para a presidente da ABMCJ-MS (Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica), a advogada Rachel Magrini, a iniciativa é importantíssima, pois ajudou as vítimas a se unirem, encontrarem apoio psicológico. Ela também alerta para possíveis linchamentos virtuais, mas lembra que a maioria dos casos não chega à polícia justamente pela dificuldade de fazer a denúncia.

“É um grupo de mulheres que, se sentindo pertencentes a algum grupo, unidas pela dor, pela agressão, resolveram denunciar. Porque a maior dificuldade das mulheres que sofrem violência, seja física, psicológica, é a denúncia, porque é como se a intimidade delas fosse violada e ela não fosse conseguir respaldo em nenhum aspecto até mesmo porque, em relação ao direito criminal, algumas coisas são bem difíceis de serem provadas”, aponta.

Rachel relaciona a iniciativa ao #MeToo, campanha que começou nos Estados Unidos e ganhou o mundo, onde mulheres são incentivadas a contar experiências de assédio para que outras vítimas não se sintam sozinhas e as pessoas possam ter uma noção sobre a dimensão do problema. O caso ganhou popularidade com as acusações contra o produtor Harvey Weinstein.

“Ali uma encontrou respaldo na dor na outra para fazer essa denúncia. Esse movimento acontece nos Estados Unidos, por exemplo, quando aquelas atrizes resolveram denunciar o abuso daquele diretor. Enfim, isso é um movimento que veio da internet, que as pessoas conseguem se conectar mais rapidamente. Imagina sem internet, como você vai descobrir pessoas que você nem conhece que passaram pela mesma situação? É bem mais difícil. Agora não, agora com isso fica mais fácil. As mulheres se sentem encorajadas a fazer denúncia”, analisa Rachel.

A advogada explica que nem tudo que está ali vai virar processo criminal, porque a mulher tem que ter provas, alguns crimes prescreveram, entre outros problemas. Mas, se várias mulheres denunciarem o mesmo homem, neste caso, elas podem se juntar e fazer uma denúncia, porque é possível, através do estudo psicológico, traçar o perfil do agressor. No entanto, também é nesta situação que o linchamento moral tem mais chances de acontecer.

“O que é linchamento moral? Vamos supor. Eu crio dez perfis fakes, para ir lá denunciar o homem. Eu tenho um ex-namorado e não me dou bem com ele, eu crio esses dez perfis para poder ir lá denunciá-lo por agressão. Então parece que dez mulheres denunciaram quando, na verdade, não têm, só uma. Isso é linchamento moral e as mulheres que tiverem esse tipo de atitude, ou homens que se passem por mulheres e têm esse tipo de atitude, também se sofrerão processo”, detalha.

Vale lembrar ainda que a internet não é terra sem lei. “Hoje em dia não é difícil descobrir perfil fake. Então as denúncias caluniosas também poderão sofrer processo criminal. Mas esse movimento social novo é importante. Acredito que muitas mulheres se sentirão menos intimidadas para fazer denúncia, então acho que é válido desde que não aconteça o linchamento moral ou indicação sem que haja crime de fato, denúncia falsa”, finaliza Rachel.

O perfil

Criado no Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, 1º de junho, o perfil conseguiu levantar a hashtag #exposedcg aos Trendings Topics, que são os assuntos mais comentados da rede social.

São relatos de mulheres de todas as idades, contando crimes que aconteceram em vários ambientes, inclusive por professores, fotógrafos e outros profissionais. As histórias, na maioria das vezes, são anônimas, mas os nomes dos agressores estão disponíveis para todos.

Por causa das ameaças, tentativas de derrubar a página e boletins de ocorrência, a página parou de ser atualizada, masa ainda é possível conferir no link (aviso de gatilhos): https://twitter.com/exposedcg20

Leia Também

CEM vai oferecer 19 especialidades médicas à população de Corumbá
Política
CEM vai oferecer 19 especialidades médicas à população de Corumbá
Homem morre no hospital dez dias após acidente
Cidades
Homem morre no hospital dez dias após acidente
O ADEUS a Carla: emoção e família destroçada
In Memoriam
O ADEUS a Carla: emoção e família destroçada
MAUS-TRATOS: bebê é encontrada com mãe embriagada e agredida
Polícia
MAUS-TRATOS: bebê é encontrada com mãe embriagada e agredida