TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
quarta, 25 de maio de 2022 Campo Grande/MS
ASSEMBLEIA MAIO DE 2022
Polícia

Filho de idoso morto em latrocínio é assassino de diarista

Em um mês a região do Bairro InduBrasil registrou quatro mortes e todas possuem ligações

13 novembro 2018 - 13h00Por Anna Gomes

O filho de Gabriel Ricaldes, 74, morto após ser brutalmente espancado em setembro deste ano é o assassino de Aline Lima Machado, 26 anos. Ela morreu após ser atingida por vários golpes de faca na manhã de hoje (13) e a polícia acredita que o crime foi motivado por vingança.

Conforme o delegado Dimitri Palermo, da 7ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, a princípio, Aline, juntamente com Osney de Carvalho Moreira, de 45 anos, teriam torturado e matado Gabriel durante um roubo.

“O idoso abriu a porta da residência pelo fato de conhecer Aline, mas foi amarrado, torturado e morto. Hoje, o filho de Gabriel viu a mulher e vingou a morte do pai”, disse o delegado.

Morte de Osney

Osney foi morto após uma troca de tiros com a polícia. Depois de matar o idoso, ele também assassinou a tiros o policial militar Gilberto Valiente em outubro deste ano.  Todos os casos aconteceram na região do Bairro InduBrasil.

Osney morreu durante uma troca de tiros com a PM

Morte do PM

O corpo do policial militar, Gilberto Mendes Valiente, lotado no 10º Batalhão de Polícia de Campo Grande, foi encontrado no dia 19 do mês passado, atrás de uma fábrica abandonada com um tiro no peito. O assassino Osney morreu no dia seguinte.

Morte de Aline

Na manhã desta terça-feira, a diarista foi atingida por vários golpes de faca quando estava indo buscar a filha, de 9 anos em uma escola. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima sofreu diversas lesões pelo corpo e um corte profundo no pescoço.

Os bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados, mas ao chegar no local a vítima já não apresentava sinais vitais.