Menu
Busca quarta, 13 de novembro de 2019
Polícia

Grupo armado mata policial e resgata chefe de facção brasileira no Paraguai

Criminoso teria deixado o país de avião

11 setembro 2019 - 18h49Por Thiago de Souza

Grupo fortemente armado atacou uma escolta do preso Jorge Teófilo Samúdio Gonzales, o Samuca, na tarde desta quarta-feira (11), próximo a Assunción, no Paraguai. Um comissionário da polícia local, Félix Ferrari, foi morto durante troca de tiros e o criminoso foi resgatado.

Os bandidos regataram o traficante, que tinha sido preso em uma operação da Secretaria Nacional Antidrogas em outubro do ano passado em Bella Vista Norte, na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

De acordo com autoridades Samuca é um dos chefes de uma facção criminosa nascida no Rio de Janeiro, no Paraguai e responsável pelo envio de cocaína à Europa.

O resgate aconteceu na avenida Costanera Norte e houve uma intensa troca de tiros entre policiais e bandidos. Três veículos foram incendiados e Samuca foi levado em uma van e depois a informação é de que ele foi retirado do Paraguai de avião. Além do policial que morreu um agente penitenciário também ficou ferido. Não há informações sobre baixas entre os bandidos.

O Ministério Público do Paraguai abriu investigação através da Divisão de Combate aos Crimes Organizados.  Todos os voos que saíram esta tarde de Assunção estão sendo investigados.