Menu
sábado, 15 de agosto de 2020
Polícia

Homem assassina colega a facadas e é linchado por populares em Campo Grande

O crime ocorreu no Jardim Inápolis durante um churrasco

12 julho 2020 - 07h58Por Rayani Santa Cruz

Hernandes Sergio Da Silva, 30 anos foi morto a facadas durante um churrasco na noite deste sábado (11), no Jardim Inápolis, região do núcleo industrial de Campo Grande.

O suspeito pelo crime é o colega Jorge Anderson Pereira Mota Lavales, de 20 anos, que tem fama de violento e inclusive quebrou o braço da própria mãe há três meses.

Conforme o boletim de ocorrência, o crime ocorreu em um cada da rua Da Sé. Os pais de Jorge contaram que o filho é usuário de drogas e a mãe possuía medida protetiva, mas permitiu a aproximação dele. A família fez um churrasco e houve consumo de bebida alcoólica. A vítima estava no local e teria perguntado sobre as crianças da casa, quando Jorge se irritou e partiu para cima dele o esfaqueando.

Jorge o chamou de pedófilo e matou o colega.

Linchamento

Jorge que fugiu da casa da mãe acabou sendo encontrado por populares, que revoltados o espancaram. Ele foi agredido por cerca de dez pessoas, que só cessaram com a chegada de investigadores da Polícia Civil.

O resgate foi acionado e Jorge levado para a Santa Casa, onde permanece sob escolta policial. O crime foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

 

Leia Também

Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Cidade Morena
Menino de 3 anos não resiste e morre após cair em piscina em Campo Grande
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Interior
Menino de nove anos é achado morto após ter faca cravada no peito em Douradina
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Interior
Homem de 40 anos é executado em conveniência em Ponta Porã
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo
Geral
Em delação, 'Doleiro dos doleiros' diz que levava pacotes de dinheiro para donos da Globo