TCE Novembro
Menu
terça, 30 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Polícia

Homem que teve carro cravado de balas teria espancado dono de bar antes de perseguição

Ele teria agredido o dono do bar com barra de ferro, após comerciante negar dar cobertura

10 dezembro 2018 - 17h00Por Nathalia Pelzl

Samuel Aparecido Santana, 31 anos, que acionou a Polícia Militar após ser perseguido por dois homens no bairro Jóquei Clube, em Campo Grande, na verdade teria provocado uma briga antes da perseguição.

É o que diz Bruno Espíndola, filho do dono do Bar do Alemão. Segundo ele, na noite de sábado (8), Samuel cometeu agressões contra o pai dele, de 51 anos, utilizando uma barra de ferro.

Bruno relata que Samuel foi até a casa de um amigo de Pran e quebrou alguns itens. Após o ocorrido, ele teria ido pedir cobertura ao dono do bar, que se recusou e falou que ele deveria resolver a situação, que ele não tinha nada com isso.

Fotos enviadas pelo filho da vítima para provar agressão

Diante da negativa, Samuel esperou o senhor fechar o bar e cometeu as agressões. O comerciante teve traumatismo craniano e coágulo de sangue, e está internado na Santa Casa.

O filho da vítima informou que vai registrar boletim de ocorrência contra Samuel.

Outra ocorrência

Segundo o boletim  registrado por Samuel, ele estava no banco do passageiro em um veículo Corsa, que era conduzido pelo padrasto, quando dois homens se aproximaram em um Fiat Uno, de cor vermelha, e começaram a atirar. Os disparos acertaram o lado esquerdo do veículo corsa e perfurou a porta.

Samuel não foi atingido por nenhum dos disparos. Ele afirmou aos policiais que os suspeitos seriam dois desafetos, identificados apenas como Pran e Rodrigo, que ficam ingerindo bebida alcóolica no Bar do Alemão, na Vila Nhanhá.