ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
ALMS 13/06 a 12/07

Homem que matou um e baleou outro em casa noturna se entrega à polícia

O crime aconteceu na sexta-feira (16)

21 DEZ 2016
Anna Gomes
17h12min
Suspeito acompanhado do advogado. Foto: Anna Gomes

Thiesero Luan Quevedo dos Santos, de 23 anos, suspeito de matar um homem e atirar em outro, se apresentou à polícia na tarde desta quarta-feira (21), em Campo Grande.

De acordo com o delegado João Reis Belo, da 5ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, Thiesero matou Vitor Hugo Gomes, 20 anos, e atirou em Gabriel Mendes Santos, 21 anos. O crime aconteceu no último dia 16 deste mês, em frente a uma casa noturna, localizada na Avenida Bandeirantes, na Vila  Nhá Nhá.

Ainda segundo o delegado, o suspeito explicou sua versão do crime nesta tarde, mas as investigações da polícia ainda estão no início e o depoimento de Thieserio será analisado.  Conforme o suposto autor, ele 'ficou' com uma jovem que mantinha um relacionamento com Vitor, enquanto ele estava preso.

Quando Victor saiu da cadeia, Thiesero conta que passou a receber ameaças. Uma semana antes do crime, o suspeito conta que estava em frente a casa noturna, quando Gomes o ameaçou.  O suposto autor então resolveu pagar R$ 1,5 mil em uma pistola 380 para se defender.

Na semana seguinte, mesmo com ameaças, o Thiesero novamente foi à mesma casa noturna, onde uma semana antes tinha sido ameaçado. Segundo ele, Vitor apareceu acelerando uma motocicleta, voltando minutos depois com Gabriel na garupa do veículo.

O delegado ressalta que, segundo o depoimento, ao ver Vitor e Gabriel, Thiesero foi até seu carro, mas estava com problema para dar partida no veículo. A dupla se aproximou e o garupa ameaçou estar armado, momento que  Thiesero fez vários disparos.

Vitor foi atingido na região do tórax, morrendo a caminho do hospital. Já Gabriel levou um tiro na virilha, foi socorrido e sobreviveu. Thiesero conta que não sabe quantos tiros disparou contra a dupla, mas diz se lembrar que comprou a pistola com cinco munições.

De acordo com a polícia, o suspeito possui uma extensa ficha criminal, já foi preso em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e uso de moeda falsa. Agora, Thiesero vai responder por homicídio e tentativa de homicídio. 

Veja também