Menu
domingo, 07 de março de 2021
Polícia

Morre idoso que incendiou casa e matou mulher no Tarsila do Amaral

Ele ficou quase dois meses internado e não resistiu

18 janeiro 2021 - 10h02Por Nathalia Pelzl e Willian Leite

Vicente Mendes de Campos, 76 anos, morreu, neste domingo (17), após quase dois meses internado na Santa Casa de Campo Grande. 

Ele era o principal suspeito de ter matado a mulher, Dulci da Silva Martinelle, 80 anos, asfixiada, depois de colocar fogo na casa.

A mulher foi morta no dia 30 de novembro na Rua Madre Cristina, no bairro Tarsila do Amaral, na Capital.

Dulci foi encontrada ao lado de uma bíblia. Vizinhos contam que a idosa sempre foi muito religiosa e distribuía mensagens de amor e orações todos os dias.

Vida de violência doméstica

O filho de Dulci, José Paulo Martinelle contou que a mãe estava casada com Vicente há 10 anos, porém, a família reprovava a união porque ele era agressivo, ciumento e já havia a trancado dentro de casa. 

Inclusive, segundo Martinelle, em setembro a mãe havia registrado boletim de ocorrência e solicitado medida protetiva contra o marido, contudo, dias depois, teria retirado a queixa. 

A vítima deixa nove filhos, netos e bisnetos. A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) aguarda Vicente sair do hospital para interrogá-lo.