TJMS AGOSTO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 12 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Polícia

Investigação ainda avalia 'várias hipóteses' para assassinato do Pastor Jr. em Campo Grande

Valdenei Lopes dos Santos foi achado morto no Córrego Anhanduizinho, em agosto de 2021

26 junho 2022 - 09h30Por Thiago de Souza

O assassinato do pastor, Valdenei Lopes de Sousa, aos 28 anos, conhecido como ''Júnior'', está prestes a completar um ano, sem solução. A Polícia Civil avalia diversas possibilidades para o crime, em agosto de 2021. 

O caso passou das mãos do delegado Gustavo Bueno para o colega, Rodoldo Daltro, da 5ª Delegacia de Polícia, no bairro Piratininga. 

Daltro avalia que, nesta fase, ainda são avaliadas todas as possibilidades, ou seja, não há uma linha de investigação definida. 

Ainda em 2021, houve rumores que a morte de Valdenei estaria relacionada a um envolvimento dele com a mulher de um criminoso de facção. À época, Bueno disse que tudo era cogitado, mas que essa probabilidade era fraca. 

Morte 
 
Júnior, segundo a família, saiu de casa em uma segunda-feira, 23 de agosto de 2021, para ir até a igreja onde frequenta, no Tijuca, e não voltou mais. 

A família garante que Júnior não usava drogas nem tinha problemas com a polícia e nenhuma inimizade. Ele também se apresentava com o apelido  ''D'Black'', era considerado um ótimo pai e tinha agenda de pregações lotada. A vítima e a família frequentavam a Igreja Semeando Paz, no Tijuca.

Amigos e familiares fizeram campanha nas redes sociais para tentar encontrar o pastor, mas nunca tiveram informações. 

Na quinta-feira 26 de agosto do ano passado, o corpo de Júnior foi achado no rio Anhanduizinho, nas proximidades do bairro Aero Rancho. O cadáver já estava em avançado estado de decomposição, não sendo possível nem ser colocado para velório.