TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Irmãos denunciam omissão de casa noturna LGBT na Capital durante espancamento

Eles foram agredidos por sete rapazes em briga que iniciou dentro da boate no Chácara Cachoeira

22 fevereiro 2018 - 07h00Por Amanda Amaral

Inconformados com a falta de proteção da segurança de uma boate de público LGBT, no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, dois irmãos buscam responsabilizar o estabelecimento pela agressão física sofrida por eles na madrugada de sábado (17). Juntamente com outro rapaz, eles foram espancados por sete pessoas.

Conforme uma das vítimas, que entrou em contato com a reportagem e pediu para não ser identificada, a história já publicada em jornais está distorcida. “As matérias foram feitas com base na versão de outro cara, que também foi agredido, mas não tem nada a ver”, diz.

Ele relata que a briga começou dentro da balada e não teria motivação homofóbica. Os irmãos estavam dentro da boate quando, de repente, um rapaz teria começado a agredir os dois. No tumulto, apenas as vítimas foram retiradas do local pelos seguranças. Em seguida, o autor saiu atrás deles e continuou com as agressões.

Junto com o citado agressor, saíram outros seis homens, que passaram também a agredi-los, e ainda a um outro rapaz que tentou ajudar as vítimas. Todos foram espancados com socos e chutes na cabeça, braços, mãos, costas e barriga, sendo que um deles teve os dentes quebrados e levou quatro pontos por corte no rosto.

No boletim de ocorrência, uma das vítimas relata que os seguranças do estabelecimento ficaram apenas assistindo a briga, sem ação. Segundo ele, câmeras de segurança podem comprovar como foi de fato a confusão.

As agressões são evidenciadas nas fotos e foram registradas em exames de corpo de delito. "Estamos muito machucados, meu irmão vai ter que ficar sete dias sem trabalhar, se recuperando", disse.

Um dos autores foi identificado porque um de seus documentos caiu no chão durante a briga, mas a polícia ainda deve descobrir quem são os outros seis.