Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Polícia

Jovem é preso após agredir namorada de 15 anos após briga; ela está grávida do rapaz

Discussão por galinhas teria motivado as agressões; ele também teria batido na mãe e no avô da adolescente

05 fevereiro 2019 - 15h14Por Da redação / G1

Um homem, de 21 anos, está preso suspeito de agredir a namorada grávida, de 15 anos, após uma discussão por causa de algumas galinhas, em Goianésia, região Sul de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, ele também deu socos e empurrões contra o avô da vítima, de 71 anos, e a mãe dela, de 32.

“Ele cria garnisés e por algum motivo, que não nos contaram, começaram a brigar. A discussão evoluiu, o agressor falou que ia para festas, ela disse que ia também. Ele ficou com ciúmes e a agrediu”, disse a delegada Poliana Bergamo, responsável pela investigação.

A Polícia Militar prendeu o jovem em flagrante, na sexta-feira (1º), após a adolescente sair da casa e pedir socorro. Apesar das agressões, a menina, a mãe e o avô não precisaram de atendimentos médicos. “A vítima disse à polícia que o companheiro chegou em casa a agredindo com empurrões e socos. Apesar de o suspeito ter negado, os exames de corpo de delito confirmaram as agressões nas vítimas”, diz a delegada.

A delegada afirmou que o casal estava junto há 6 meses e morava na casa junto com os pais e o avô da menina. A adolescente está grávida de 5 meses. O jovem foi indiciado por lesão corporal. Até as 15h desta terça-feira (5), o suspeito continuava preso na Unidade Prisional de Goianésia.

Leia Também

Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
Interior
Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Política
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Interior
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil
Geral
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil