(67) 99826-0686
REFIS FEV.

Segundo a deixar prisão, 'laranja' de Olarte prefere não comentar o caso

Ele é investigado pela Operação Pecúnia e foi preso junto com o casal

27 SET 2016
Airton Raes
15h41min
Foto: André de Abreu

Apontado como suposto “laranja” de Gilmar Olarte e Andreia Olarte, Evandro Simões Farinelli, recebeu liberdade na tarde desta terça-feira, 27 de setembro.

Evandro estava detido junto com o ex-vice-prefeito Gilmar Olarte e com Ivamil Rodrigues de Almeida no Centro de Triagem. Logo que saiu do presidio se recusou a falar com a imprensa. "Nada a declarar”, disse e entrou em seguida no carro.

Evandro pagou fiança de R$ 8,8 mil para ter a liberdade provisória e terá que seguir algumas medidas cautelares determinadas pela justiça, como comparecer uma vez por mês à justiça para comprovar suas atividades, Está proibidos de deixar Campo Grande e deve entregar seus passaportes. Está proibido de entrar em contato com as testemunhas do caso e com os demais acusados. O desrespeito a tais condições implica em eventual revogação e retorno a prisão.

Evandro, Ivamil Rodrigues de Almeida e o casal Olarte estão presos desde dia 15 de agosto, quando foi deflagrada a Operação Pecúnia, por causa de investigações que tiveram início a partir dos dados obtidos com a quebra do sigilo bancário de Andréia Olarte e de sua empresa, a Casa da Esteticista. 

De acordo com o MPE (Ministério Público Estadual), entre os anos 2014 e 2015, enquanto Gilmar ocupava o cargo de prefeito, “sua esposa adquiriu vários imóveis na capital, alguns em nome de terceiros, com pagamentos iniciais em elevadas quantias, fazendo o pagamento ora em dinheiro vivo, ora utilizando-se de transferências bancárias e depósitos, os quais, a princípio, são incompatíveis com a renda do casal”.

 

* Matéria alterada às 16h26 para correção de informações

Veja também