Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Polícia

Mãe defende namorado morto e diz que tinha desistido da filha de 13 anos

Adolescente confessou que estava sob efeito de álcool e droga quando cometeu crime

11 maio 2021 - 11h00Por Nathalia Pelzl

A mãe da adolescente de 13 anos, apreendida por matar o padrasto de 59 anos, em Rio Verde de Mato Grosso, prestou depoimento em que defende o namorado. A versão contrapõe a história da menina, que disse ter cometido o crime para defender a mãe de ameaças do padrasto. 

Segundo o delegado Gabriel Cardoso Gonçalves Barroso, responsável pelas investigações, a mãe defendeu o conjugue e disse que tinha até mesmo desistido da filha, que também confessou ser usuária de drogas e que estava sob efeito de álcool quando matou o homem. 

No depoimento, a mãe diz que o marido ‘seria incapaz’ de cometer algum tipo de violência. 

Além disso, ela confirmou que a adolescente cometeu o crime motivada pela amiga, de 19 anos, que também é usuária de drogas. 

Depois do crime, ambas tentaram esconder a faca e modificaram a cena do crime, deixando outra faca próximo ao corpo ensanguentado.

“A menor de 13 deu a facada, mas a maior lhe incentivou, além de ter ingerido bebida alcoólica e feito uso de entorpecentes juntas ao longo do dia, o que por si só já colocaria essa maior como responsável”, disse Gabriel.

Ambas foram autuadas por homicídio. O pedido de prisão e medida de internação já foi feito pela Polícia Civil, que aguarda pronunciamento do juiz.