TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
quarta, 21 de abril de 2021
COVID CONFLITO
Polícia

Mecânico e comparsa que atiraram em policiais serão ouvidos hoje em Campo Grande

Um dos indivíduos alega que não viu que era perseguido por policiais e acreditava que a perseguição era feita por desafetos

08 março 2021 - 10h42Por Dany Nascimento

O mecânico Alexsandro Pereira da Silva, 44 anos, será ouvido na manhã desta segunda-feira (8), durante audiência de custódia no Fórum de Campo Grande. Ele foi preso junto com Ferdnando Marcos Moreira Soares, após ameaçar moradores do bairro Jardim Noroeste, em Campo Grande, e atirar contra policiais do 9° Batalhão da Polícia Militar. 

Conforme o Boletim de Ocorrência, moradores acionaram a polícia, relatando que os dois estariam armados, ameaçando atirar contra a população na região. 

Eles estavam em um carro, que não teve a marca e o modelo especificados. Com a chegada da Polícia, Ferdnando empreendeu fuga. 

No caminho, Alexsandro sacou um revólver calibre .22 e atirou contra os policiais. Ele desceu do carro e tentou se esconder em uma residência, mas acabou preso. 

Ele afirma que não tinha reconhecido que estavam sendo perseguidos por policiais e que atirou achando que se tratava de alguns desafetos que tem no bairro. 

Alexsandro nega ter ameaçado moradores. Ele foi levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Tiradentes.

Após receber atendimentos, devido a ferimentos na perna e na mão, foi preso e levado para a Depac (Delegacia de Pronto atendimento Comunitário) do Centro.