Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
Top Ms
Polícia

Megaoperação mira narcotráfico, bota quatro pessoas em cana e recolhe R$ 10 mil em Campo Grande

Ação começou em Ponta Porã, durou uma semana e recolheu drogas, armas e dinheiro do tráfico

19 setembro 2019 - 18h30Por Willian Leite

Arma, dinheiro e drogas foram apreendidos e quatro pessoas envolvidas com o tráfico de drogas foram presas em Campo Grande, durante a segunda fase da Operação Tolerância Zero, deflagrada esta semana na Capital.

Na tarde desta quinta-feira (19), em coletiva de imprensa na sede da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), os delegados Hoffman D'Avila, Gustavo Bianchi Ferraris e Pablo Gabriel da Silva fizeram um balanço da operação.

“Na data de hoje foi deflagrada a 2ª fase, envolvendo os três delegados, investigadores e escrivães dessa especializada. Foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão, sendo 4 desses cumpridos pela Denar, 3 pela Derf e 2 pelo Garras”, explicou D'Ávila.

Ainda segundo o delegado, o objetivo principal é inibir a distribuição de entorpecentes em Campo Grande.

''Os policiais fizeram um levantamento durante 30 dias, desses pontos de vendas de drogas, isso aliando as denúncias anônimas e campanas veladas e também contamos com o trabalho de inteligência da Denar'', ressaltou.

Ainda de acordo com a polícia todas as pessoas presas na operação estão envolvidas ao tráfico.

''Nós, os delegados, representamos pelos mandados de busca e apreensão e foi feita a incursão no imóvel e elas foram presas e autuadas em flagrante, porque estavam sobre o manto de uma situação de flagrante, com armas, dinheiro e drogas'', disse.

                    

Balanças de alta precisão, munições, dinheiro e drogas foram apreendidos

Só na Capital, foram apreendidos 48 papelotes de cocaína, 11 porções de cocaína, e mais dois tabletes de drogas que somados totalizam mais de 4 quilos de entorpecentes. Uma pequena quantidade em maconha também foi apreendida, além de uma pistola 380 e R$ 10,5 mil em dinheiro.

Os acusados, presos em flagrantes, estavam em quatro bairros da Capital: Vila Palmira, Marli, Nasser e Aquarius II. Em um dos locais, um usuário que estava de posse também de drogas foi autuado.