TJMS
(67) 99826-0686

Idosa que foi espancada, amarrada e roubada morre na Santa Casa

A vítima, de 83 anos, chegou a ficar um mês internada, mas não resistiu e morreu

25 ABR 2019
Anna Gomes
11h43min
Foto: Coxim Agora

A idosa Maria da Conceição Silva, 83 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira (25), após ficar internada 35 dias na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Campo Grande.

Ela foi transferida para a Capital após ser amarrada e agredida no dia 20 do mês passado em sua residência na Rua Amor Perfeito do bairro Vila Bela, em Coxim.

Segundo o Coxim Agora, familiares da vítima falaram que devido as agressões e ao amordaçamento, faltou oxigenação no cérebro, o que provocou um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e, por consequência, pode ter provocado a morte da idosa.

No dia que o crime aconteceu, familiares da vítima contaram que um neto chegou na residência dela e se deparou com a avó com os braços amarrados para trás com um lençol, amordaçada por um véu de igreja e bastante ferida após ser violentamente agredida.

Além de agredir a idosa, o bandido roubou uma motocicleta Honda Biz e um aparelho de celular.

Criminoso atrás das grades

Em menos de 12 horas, a Polícia Civil prendeu Jeferson Torres Marques Rodrigues, de 21 anos. Durante depoimento na 1ª Delegacia de Polícia Civil, ele contou que teria usado muitas drogas durante toda a noite, além disso, confirmou que roubou a motocicleta, no entanto, não se lembrava se havia agredido a idosa.

Jeferson disse se lembrar que, após usar drogas, esperou o neto da vítima dormir para levar a motocicleta e o celular.

No primeiro momento, ele havia negado ter praticado o crime, alegando ter uma terceira pessoa envolvida, no entanto, acabou confessando e informando aos investigadores aonde havia abandonado a motocicleta, na Rua Ruy Barbosa, na região central da cidade.

Jeferson, que é natural de Costa Rica, possui diversos atos infracionais, inclusive infrações equiparadas a tentativa de homicídio e furtos, além de passagem pela polícia pelo crime de porte ilegal de arma e furto qualificado em Rio Verde de MT (MS).

O corpo da vítima será submetido a um exame necroscópico pelo IMOL (Instituto Médico Odontológico Legal) de Campo Grande. Familiares informaram que o corpo será translado para Coxim onde ocorrerá o velório, possivelmente na Capela da Pax Coxim e também o sepultamento.

Veja também