TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Morte de ator e pais completa um ano e polícia não acha nem 'rastro' de assassino

Mais de 300 endereços foram checados e Cupertino continua foragido

09 junho 2020 - 10h10Por Dany Nascimento

A morte do ator Rafael Miguel e de seus pais, completou um ano e a polícia ainda não tem pistas sobre o suspeito de cometer o crime, Paulo Cupertino. Mais de 300 endereços foram chegados em 10 estados, outros dois em países da América do Sul e a polícia não consegue encontrar o responsável pelo rime.

Ele é considerado foragido da Justiça e procurado pela polícia desde o dia do crime. Conforme o R7, até hoje a prisão preventiva de Cupertino não foi decretada, o que facilitaria nas buscas pelo criminoso.

A justiça expediu apenas uma ordem de prisão temporária, que não permite, por exemplo, inserir o nome de Paulo Cupertino na lista dos mais procurados.

O crime aconteceu no dia 9 de junho de 2019. Cupertino atirou e matou o ator Rafael Henrique Miguel, de 22 anos, e os pais dele, João Aloizio Miguel, de 52 anos, e Mirian Selma Silva Miguel, de 50 anos. Ele fugiu em seguida e até hoje não foi encontrado.

Cupertino cometeu o crime por não aceitar o namoro do ator Rafael com sua filha, Isabela Tibcheran.