Menu
Busca segunda, 20 de janeiro de 2020
Polícia

Motorista que atropelou e matou motociclista disse que fugiu por medo de ser linchado

Ele alega que não sabia que Jhonatan estava morto

10 dezembro 2019 - 17h16Por Dany Nascimento

O motorista de ônibus de 40 anos, que atropelou e matou o motociclista Jhonatan dos Santos Salina, 22 anos, em um acidente de trânsito, declarou que não percebeu que o rapaz estava morto e não acionou socorro por medo. É o que revela a delegada da 5ª Delegacia de Polícia Civil, Gabriela Stanlei, responsável pela investigação.

“Ele disse que não viu, que ficou sabendo depois da morte pela imprensa e que ficou com medo de ser linchado. Ele não prestou nenhum tipo de socorro à vítima. Ele contou, em depoimento, que no momento que aconteceu o acidente, ele já deixou o local”, relata.

Segundo a delegada, o suspeito negou ter ingerido bebida alcóolica e disse que estava prestes a entrar no trabalho. “Ele ia trabalhar a partir das 5 horas, disse que não bebeu e que deixou o local porque estava com medo de apanhar de populares”.

O motorista foi abordado por investigadores da 5ª Delegacia, no bairro Tarumã, em Campo Grande, e foi encaminhado para se apresentar. Ele vai responder ao inquérito policial em liberdade, já que o prazo para configurar flagrante já passou.

O acidente aconteceu na madrugada do domingo (8).