TJMS - 14 a 17/10
Menu
Busca quinta, 17 de outubro de 2019
Polícia

Mulher é estrangulada e mata marido para se defender na Moreninhas II

Abalada, a mulher prestou depoimento na manhã de hoje

14 julho 2019 - 09h00Por Nathalia Pelzl

Leonídio Paixão Andrade Neto, 35 anos, morreu na madrugada deste domingo (14) após espancar e estrangular a esposa Fabiana Van Suypene de Souza  de 34 anos, na Rua Ariri, no Bairro Moreninhas II. Para se defender, a mulher pegou uma faca de cozinha e atingiu a coxa esquerda do agressor.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 3h da manhã e foi presenciado pela filha do casal, de 6 anos. A faca atingiu a veia femoral do agressor, que morreu antes da chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Abalada, a mulher prestou depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga na manhã deste domingo (14), reforçou que não tinha a intenção de matar o marido, apenas se defender já que estava perdendo o sentido.

Segundo informações do delegado plantonista, José Roberto de Oliveira Júnior, o caso é tratado como violência doméstica, sendo que o homicídio foi em decorrência da legitima defesa da mulher.

“Houve uma violência doméstica, o sujeito que veio a óbito ele chegou na residência de madrugada e começou a agredir a esposa, puxou ela pelo cabelo, bateu a cabeça dela na parede, quebrou o celular dela. Eu trato o fato como violência doméstica e em decorrência da legitima defesa o agressor veio a óbito, por isso ela está sendo posta em liberdade e também pelo fato dela ter se apresentado espontaneamente e acionado o socorro”, destacou.

O casal vivia junto há cerca de oito anos e, segundo testemunhas, as brigas eram constantes. Testemunhas apontam que o casal brigava muito.