TJMS - novembro
Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
Polícia

Najila diz que origem humilde impediu justiça no 'Caso Neymar'

Modelo que acusa Neymar de estupro na cidade de Paris disse que é normal que a palavra dele valha mais do que a dela

14 agosto 2019 - 15h17Por Da redação/Meia Hora

A modelo Najila Trindade esteve no 11º Distrito Policial de São Paulo na noite da última terça-feira (13) para prestar depoimento no inquérito que investiga o suposto arrombamento em seu apartamento e falou sobre o arquivamento do processo de estupro que movia contra Neymar .

Segundo Najila, é normal que a palavra de Neymar valha mais que a dela. "É o caso de um jogador e eu sou só uma pessoa de família humilde e tal. É muito mais fácil arquivar o caso do que ir atrás da verdade", disse a modelo.

"Foi uma explosão ali, porque no fundo eu sabia que não haveria justiça para ele, uma questão de honra também. Falei, cara, não vai ter justiça, mas vou fazer a minha", disse.

A moça, que estava acompanhada de seu advogado, Cosme Araújo, volta à delegacia nesta quarta-feira para prestar depoimento no inquérito sobre a extorsão. Sobre o arrombamento, Cosme fez o seu comentário.

"Ela soube através da mídia e posteriormente por meio de uma moça que trabalhava com ela. Então, ela não tinha condições objetivas de saber de onde saiu esse arrombamento. Por isso mesmo, se não surgirem informações em direção contrária ao que eu estou dizendo eu não tenho conhecimento", disse. Najila Trindade ainda é investigada em acusação do pai de Neymar e do jogador de que foram vítimas de extorsão pelo primeiro advogado dela