Menu
Busca segunda, 16 de dezembro de 2019
Polícia

Mais vítimas reconhecem estuprador 'Faustão' e procuram a polícia em Campo Grande

Uma das vítimas relatou para a delegada que tinha oito anos quando foi estuprada e torturada por Faustão

17 setembro 2019 - 12h07Por Dany Nascimento

Após ser preso suspeito de cometer estupro contra duas adolescentes, José Maria Rodrigues Pereira, 41 anos, foi reconhecido por outras vítimas, que viram as fotos divulgadas na imprensa. De acordo com a delegada adjunta da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), Anne Karine Sanches Trevizan, uma das vítimas tinha oito anos quando teve a casa invadida por José.

“Outras duas mulheres reconheceram ele e passaram pela mesma situação. Uma delas registrou o boletim de ocorrência e foi vítima dele no bairro Jardim Anache, em Campo Grande. A outra vítima, eu ainda vou conversar com ela sobre o caso e vamos orientar ela a registrar a ocorrência para que ele responda pelos crimes”, diz Anne.

Conhecido pelo apelido de Faustão, o suspeito teria invadido uma casa no bairro Jardim Colorado na última semana e estuprado duas adolescentes, uma de 16 anos e outra de 13 anos. Após o crime, ele ainda teria agredido um bebê dentro do imóvel. Após ser preso, ele confessou que estuprou a adolescente de 16 anos, mas nega que tenha estuprado a mais nova.

A delegada destaca que o suspeito é agressivo, amarra e bate nas vítimas enquanto comete o crime de estupro. “Todas relatam casos parecidos, ele invade a casa, bate, dá socos, tapas, ameaça com faca, amarra as mulheres e comete o estupro. Ele também rouba objetos, mas a intenção dele mesmo é cometer estupro contra as vítimas”.

A polícia acredita ainda que existem outras vítimas. “Orientamos que as pessoas que reconhecerem ele, que acionem a polícia. Ele foi preso, muitas mulheres têm medo de denunciar porque, como ele cometeu o crime na residência, ele sabe o endereço das vítimas. Procurem a polícia, ele já cumpria pena pelo crime de estupro e acreditamos que ele saia pelas regiões da cidade cometendo o crime”.

O telefone para quem tiver informações sobre o suspeito é: 67 3323-2500.