Menu
quarta, 30 de setembro de 2020
Polícia

Número de mulheres assassinadas aumenta durante pandemia no Brasil

Nos primeiros seis meses de 2020, 1.890 mulheres foram mortas de forma violenta

16 setembro 2020 - 07h46Por Dany Nascimento

O Brasil apresentou aumento de 2% no número de mulheres assassinadas no primeiro semestre deste ano, comparado aos dados do mesmo período de 2019. Os casos de feminicídio também subiram. Já os registros de outros crimes relacionados à violência contra a mulher, como agressões e estupros, caíram no país.

De acordo com o G1, dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal, apontam que nos primeiros seis meses de 2020, 1.890 mulheres foram mortas de forma violenta em plena pandemia do novo coronavírus – um aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2019.

O número de feminicídios, quando as mulheres são mortas pelo simples fato de serem mulheres, também teve uma leve alta. Houve 631 crimes de ódio motivados pela condição de gênero.

Os casos que apresentaram queda foram de lesão corporal no contexto de violência doméstica , apresentando redução de 11%. Casos de estupros e estupros de vulneráveis tiveram uma queda de 21% e 20%, respectivamente.

Já o percentual de homens mortos, porém, é um pouco superior. Dados do Monitor da Violência apontam que os assassinatos cresceram 6% de janeiro a junho, interrompendo as quedas recordes de mortes violentas no Brasil nos últimos dois anos.

O aumento de mortes neste ano aconteceu mesmo durante a pandemia do novo coronavírus, que fez com que estados adotassem diversas medidas de isolamento social. Ou seja, houve alta na violência mesmo com menos pessoas nas ruas.

Leia Também

Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
Interior
Iguana vai parar em prateleira de loja e só PMA para resgatar
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Política
COMEÇOU A GUERRA: PP pede impugnação de Harfouche
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Interior
Enfermeiro se comove ao ver cão lutar para ficar com dono internado em Anastácio
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil
Geral
Gravíssimo: Brasil tem 1.031 mortes por covid em 24 horas, com total de 143 mil