ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686
PMCG - SLOGAN 17/06 A 30/06

Página do Facebook com mais 142 mil seguidores é denunciada por ofensas ao Budismo

O caso será investigado na Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos de Campo Grande

11 NOV 2016
Diana Christie
15h44min
Foto: Reprodução/Facebook

A 67ª Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos de Campo Grande vai investigar denúncia de “vilipêndio público de imagens religiosas”, quando há o menosprezo da crença alheia, e ofensa ao Budismo em página da rede social Facebook. O inquérito civil foi publicado nesta sexta-feira (11), no diário oficial do órgão.´

A página ‘Budista Nervoso’ foi denunciada por associar imagens religiosas com palavrões e xingamentos, além de brincadeiras com ícones da fé budista. Na descrição da FanPage, está escrito: “Vamos tentar passar para você um pouquinho da sabedoria da filosofia budista. Nem que seja na base da grosseria”.

Até o fechamento desta matéria, mais de 142,4 mil pessoas curtiam a página. Segundo o promotor Eduardo Franco Cândia, responsável pela investigação, o inquérito foi instaurado considerando que “a liberdade de crença é um direito público subjetivo, sendo vedado qualquer tipo de discriminação ou tratamento diverso”.

Ele destaca também que “o Estado não pode discriminar esta ou aquela religião, quer para beneficiar quer para prejudicar, sob pena de ofensa à dignidade da pessoa humana, ao princípio da igualdade, ao direito fundamental à liberdade de religião e culto e à honra de todos os grupos religiosos”.

Veja também