Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Polícia

Picolezeiro se masturba em público, diz ter problema psiquiátrico, mas não sabe qual

Ele passa por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira

24 abril 2019 - 10h41Por Anna Gomes

O vendedor de picolés Marco Antônio Correa, 45 anos, preso ontem (23) pelo crime de importunação sexual, passa por audiência de custódia na manhã desta quarta-feira (24), no Fórum de Campo Grande.

No depoimento, após ser detido por se masturbar em público, ele diz ter problema psiquiátrico, mas não sabe informar maiores detalhes sobre o suposto ‘distúrbio mental’.

Conforme o histórico da ocorrência, uma mulher de 37 anos acionou a Guarda Municipal Metropolitana após estar na SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) aguardando atendimento e ter sido importunada pelo homem.

A vítima conta que, por volta das 11h, Marco se aproximou e disse: ‘você é muito bonita, se eu tivesse uma mulher assim eu daria valor’. Em seguida, o homem passou a se masturbar e a ficar ofegante. Com medo, a mulher ligou para o 180 e realizou uma denúncia.

Os guardas foram ao local e prenderam Marco em flagrante.

Depoimento

Na manhã de hoje, Marco alegou trabalhar como picolezeiro. Ele disse que tem três filhos, todos menores de idade e que já possui várias passagens pela polícia.

Quando questionado sobre o crime, o suspeito diz que realmente elogiou a vítima, mas negou ter se masturbado, dizendo que estava ‘coçando o órgão genital’.

Marco ainda ressaltou ter problemas psiquiátricos, mas não soube informar maiores detalhes.

(Ligue 180 e denuncie violência contra mulher).

Leia Também

Se a moda pega: moradores se revoltam com atropelamento e incendeiam delegacia na fronteira
Geral
Se a moda pega: moradores se revoltam com atropelamento e incendeiam delegacia na fronteira
Geral
VÍDEO: agente de trânsito ajuda tatu a atravessar rodovia: 'nunca imaginei isso'
Ajuda ocorreu em trecho da rodovia Marechal Rondon
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Geral
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Cadê as feministas? Zé de Abreu vai pagar R$ 50 mil por ofender mulher de João Dória
Geral
Cadê as feministas? Zé de Abreu vai pagar R$ 50 mil por ofender mulher de João Dória