(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

PM 'derruba' ponto de droga no Nova Lima e quatro são presos com 850 kg de maconha

Polícia chegou no local através de denúncia anônima

16 JUN 2019
Nathalia Pelzl
09h15min
Foto: Divulgação

Quatro pessoas, com idade entre 21 e 49 anos, foram presas pela Polícia Militar pelo crime de tráfico de drogas, no bairro Nova Lima. Além disto, na casa de um dos traficantes foram apreendidos 850 kg de maconha, uma pistola calibre 9 mm, modelo israelense, dois carregadores contendo 13 munições, mais 11 sobressalentes, colete balístico e R$975 em espécie.

A Polícia Militar foi acionada através de denúncia anônima no último sábado (15), para verificar uma transação de droga na rua Rua Randolfo Lima, no Nova Lima. Sendo que no endereço estava, Maycon Marques da Silva, de 25 anos e Stuart Lopes Valeriano, 21 anos.

Os dois estavam com papelotes de cocaína e maconha, além de um pé de maconha. Questionados, eles alegaram ser usuários e que poderiam indicar os fornecedores, sendo que haviam encomendado um 1kg da droga, pelo valor de R$700.

A dupla informou ainda que, o fornecedor seria um homem conhecido como “Veio” e receberiam dele 100 gramas da droga como pagamento. Aos policiais, eles informaram que prestavam serviços há dois meses para o traficante, em troca de droga para consumo próprio.

Durante revista na residência, um veículo Fiat Uno parou no local, sendo que o condutor, identificado como André Alves da Silva, 49 anos, estava com uma caixa de sapato contendo 842 gramas de maconha.

Diante da descoberta, ele confessou que era a encomenda e tinha mais em sua casa.  Os policiais foram então ao local indicado, onde encontraram 850 quilos de maconha divididos em vários tabletes. André informou que todo o material estava sendo guardado a pedido de um presidiário, porém não informou o nome.  

Os três foram presos, além da mulher de André, de 45 anos, que estava na casa.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, como posse irregular de arma, tráfico de drogas e formação de quadrilhas.

Diante dos fatos, a droga, arma e munições foram encaminhadas para Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

Veja também