Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
camara municipal
Polícia

PM utiliza pá para retirar corpos após queda de avião próximo do aeroporto Santa Maria

O casal Silvana Maria Pizzo e Pedro Arnaldo dos Santos morreu no acidente

15 maio 2019 - 10h52Por Dany Nascimento e Anna Gomes

Agentes da Polícia Militar chegaram no local onde um avião caiu na manhã desta quarta-feira (15), próximo do aeroporto Santa Maria, saída para Três Lagoas, em Campo Grande. Os policiais carregam diversas pá para fazer a remoção dos corpos do casal, Silvana Maria Pizzo e Pedro Arnaldo dos Santos, que morreram carbonizados no local.

As vítimas estavam em uma aeronave Beechcraft Bonanza, que pertencia à família há quatro anos. De acordo com o responsável pelo aeroporto Santa Maria, Flávio Henrique Rodrigres, dois óbitos foram confirmados, assim como a identificação das vítimas no local.

O avião era pilotado por Pedro, que tinha a esposa Silvana como passageira. De acordo com o piloto de avião Ignácio Llamo, 49 anos, o casal seguia para o Pantanal para resolver negócios em uma fazenda. Ele afirma que Pedro não tinha o costume de viajar com tempo instável e conta que conversou com o amigo duas horas antes do acidente.

“Ele me ligou era umas 4 horas, conversamos sobre o tempo. Ele tinha esse costume, sempre pedia orientações para os amigos pilotos, conversamos e ele deixou claro que não ia decolar se o tempo não estivesse bom. Acredito que quando ele foi decolar o tempo estava limpo e depois começou a neblinar, causando o acidente. Ele tentou pousar no aeroporto por duas vezes, mas não conseguiu e caiu”, diz Ignácio.

Segundo Ignácio, Silvana chegou há dois dias da Europa e estava ansiosa pela chegada da filha.“Ela comprou a passagem para a filha que mora na Irlanda, que viria para Campo Grande na próxima semana. Eles tinham três filhas, essa que mora fora, uma filha médica que mora aqui e outra médica, que mora em São Paulo”.

Leia Também

Atriz de 'tapa na pantera' está em estado grave no hospital
Geral
Atriz de 'tapa na pantera' está em estado grave no hospital
AMICÃO viu idoso agonizar ao morrer queimado na região das Moreninhas
Cidades
AMICÃO viu idoso agonizar ao morrer queimado na região das Moreninhas
Vítima de coronavírus vivia em Dourados e deixa três filhos
Interior
Vítima de coronavírus vivia em Dourados e deixa três filhos
Com aprovação geral, barreiras sanitárias na Capital podem se tornar fixas
Cidade Morena
Com aprovação geral, barreiras sanitárias na Capital podem se tornar fixas