Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
Polícia

PMA inicia hoje a operação carnaval, priorizando o combate à pesca predatória

Operação PMA

27 fevereiro 2014 - 11h35Por Assessoria PMMA

Diferentemente das últimas três operações carnaval, quando a pesca não estava aberta durante o período de folia neste ano, a partir de 00h00 do dia 1 de março (sábado), a pesca estará aberta em todos os rios do Estado. Por esta razão, a Polícia Militar Ambiental começa hoje (27), às 12h, a “Operação Carnaval”, com foco principal na pesca predatória. O encerramento será às 08h do dia 4 de março (quarta-feira).

A estratégia inicial será a seguinte: Como a pesca está aberta, o Comando da PMA reforçará o policiamento nas cidades com tradição carnavalesca e com vocação pesqueira, que receberão maior número de turistas, tais como: Corumbá, Porto Murtinho, Aquidauana, Miranda, Bonito, Jardim, Coxim, Paranaíba e Cassilândia, as quais receberão efetivo da sede (Campo Grande-MS) e de outras subunidades situadas em cidades que não receberão muitos turistas durante o carnaval, ou que não possuem tradição pesqueira.

As Subunidades dos municípios de Dourados, Bataguassu, Batayporã, Aparecida do Taboado e Três Lagoas, bem como Rio Negro, São Gabriel do Oeste, Mundo Novo, Bela Vista e Naviraí também reforçarão suas áreas, com dedicação a manutenção da fiscalização preventiva nos rios. Os postos fixos das Cachoeiras do rio Anhanduí, em Bataguassu, Rio Verde, em Água Clara, Salto do Pirapó, em Amambai e Cachoeira do Sossego, em Rochedo, montados para a operação piracema serão mantidos instalados até o final da operação carnaval.

Três equipes da sede (Campo Grande) também estarão fazendo fiscalização itinerante, sem área definida, exercendo serviços de barreiras e fiscalização fluvial. Todo o efetivo disponível estará envolvido na operação, pois os comandantes das 25 subunidades empregarão seu pessoal no trabalho de fiscalização dos rios e de combate e prevenção aos demais crimes ambientais.

Além da pesca, as 25 Subunidades desenvolverão também barreiras e combate ao desmatamento e carvoarias irregulares, exploração ilegal de madeira, com visitas às propriedades rurais, bem como combate aos crimes contra a fauna, poluição e outros crimes ambientais.

(OPERAÇÃO 2013) - Durante a operação do ano passado 17 pessoas foram autuadas, sendo 11 presas em flagrante por pesca predatória e foram aplicadas multas que totalizaram R$ 123 mil. As multas foram altas, devido a uma autuação por poluição, em que foi arbitrada multa de R$ 50 mil.

Alerta

A PMA alerta aos foliões, que a pesca só estará aberta, a partir de 00h00 do dia 1 de março (sábado). Até lá não há permissão de pesca, a não ser para as modalidades já liberadas. Pesque-solte no leio do rio Paraguai e a pesca de subsistência ao ribeirinho.

O alerta vale também para depois que a pesca esteja aberta (sábado), pois várias atitudes também são consideradas como pesca predatória, com as mesmas penalidades de pescar durante a piracema. Exemplo: Pescar com petrechos, ou com método de pesca proibidos, em quantidade superior à permitida, ou em local proibido, com petrechos proibidos, capturar pescado com tamanho inferior ao permitido, bem como transportar produto da pesca ilegal.

Na parte criminal, as pessoas são presas e encaminhadas às delegacias de polícia, autuadas em flagrante delito e, poderão, se condenadas, pegar pena de uma a três anos de detenção (Lei Federal 9.605/1998). Na esfera administrativa, a multa é de R$ 700,00 a R$ 100.000,00, mais R$ 20,00 por quilo do pescado irregular (Decreto Federal 6.514/2008). Ainda cabe apreensão de todo o produto da pesca, petrechos, veículos, barcos e motores.

Informação relativa à legislação de pesca


Petrechos proibidos para o pescador amador: Cercado, pari ou qualquer aparelho fixo; do tipo elétrico, sonoro ou luminoso; fisga, gancho ou garatéia, pelo processo de lambada; arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão; Substancia tóxica ou explosiva; ANZOL DE GALHO; Qualquer aparelho de malha (Ex: - redes e tarrafas).

Cota para captura - 10 quilos mais um exemplar de qualquer peso, desde que não seja do tamanho inferior permitido e 5 exemplares de piranha.

Transporte – Efetuar a vistoria e lacre nos Postos da PMA. Necessidade da licença de pesca.

Petrechos proibidos para o pesca profissional: Cercado, pari ou qualquer aparelho fixo; Do tipo elétrico, sonoro ou luminoso; Fisga, gancho ou garatéia, pelo processo de lambada; Arpão, flecha, covo, espinhel ou tarrafão; Substancia tóxica ou explosiva; Qualquer aparelho de malha ( Ex: - redes e tarrafas).

Permite-se ao pescador profissional - Tarrafa para captura de isca (altura máxima de 1,8 m, malha entre 20 e 50 mm e linha de náilon com espessura máxima de 0,50 mm ); 08 (oito) anzóis de galho devidamente identificados, 05 (cinco) bóias fixas (cavalinho), 05 (cinco) joão-bobos (bóias), devidamente identificados Resolução SEMAC nº 04/11).

cota – 400 kg por mês.

Rios onde é proibida a pesca de qualquer natureza (menos a científica autorizada):

Rio Salobra - Município de Miranda e Bodoquena (neste rio a navegação é permitida somente com motor de 4 tempos, de potência até 15 hp). - Córrego Azul - Município de Bodoquena. - Rio da Prata - Município de Bonito e Jardim. - Rio Nioaque - Município de Nioaque e Anastácio. 

Obs.: A pesca amadora e a pesca profissional não são permitidas a menos de 200 metros a montante ou a jusante das barragens, corredeiras, cachoeiras e escadas de peixe. A PESCA NESTES RIOS E LOCAIS É CRIME.

Rios e trechos de rios em que é permitida a pesca na modalidade pesque-solte.

Rio Negro - Trecho situado na confluência do Rio Negro com o Córrego Lajeado, localizado próximo à cidade de Rio Negro até o brejo existente no limite oeste da Fazenda Fazendinha, no município de Aquidauana. - Rio Perdido - Em toda sua extensão, compreendendo os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho.

Rio Abobral, Em toda sua extensão. - Rio Perdido - Em toda sua extensão, compreendendo os municípios de Bonito, Jardim, Caracol e Porto Murtinho.

OBSERVAÇÃO: Dúvidas com relação às regras legais, o cidadão deve acessar o site da PMA (pma.ms.gov.br), pois lá existe uma cartilha com toda a legislação para as bacias do rio Paraná e Paraguai. Também poderá ter acesso à cartilha nos postos, viaturas e embarcações de fiscalização da PMA.

Leia Também

Grupo organiza feijoada beneficente em prol de Simão, o 'motorista dos jornalistas'
Cidades
Grupo organiza feijoada beneficente em prol de Simão, o 'motorista dos jornalistas'
Bombeiros que lutaram contra as chamas em MS recebem homenagem em Campo Grande
Cidades
Bombeiros que lutaram contra as chamas em MS recebem homenagem em Campo Grande
Prefeitura vai recorrer de decisão que aumenta tarifa do ônibus em Campo Grande
Cidade Morena
Prefeitura vai recorrer de decisão que aumenta tarifa do ônibus em Campo Grande
Imposto deve ser cobrado e tarifa de ônibus aumenta na Capital, decide desembargador
Cidade Morena
Imposto deve ser cobrado e tarifa de ônibus aumenta na Capital, decide desembargador