Menu
terça, 24 de novembro de 2020
Polícia

Polícia busca câmeras e aguarda recuperação de testemunha-chave de assassinato nas Moreninhas

A motivação do crime será investigada; o autor e o pai se comprometeram a se apresentar à polícia hoje

20 novembro 2020 - 13h00Por Diana Christie e Willian Leite

A polícia busca por câmeras de segurança que possam ajudar a esclarecer o assassinato de Gilmar da Silva, 37 anos, baleado na tarde desta quinta-feira (19), na rua Araticum, nas Moreninhas, em Campo Grande. Testemunhas também começaram a ser ouvidas hoje.

Segundo o delegado Nilson Friedrich, os investigadores estão fazendo diligências em busca de gravações na região. No entanto, a princípio, apenas as câmeras da conveniência do pai do autor dos tiros, identificado como Jaderson Miranda Perez, 33 anos, podem ter registros do crime.

O delegado explica que as equipes não encontraram projéteis de armas de fogo no local e não tinha marcas de tiros na parede, mas a vítima morreu com três perfurações. Robinho, irmão da vítima e testemunha-chave, é dependente químico e precisa estar sóbrio para prestar esclarecimentos.

Os depoimentos ainda são contraditórios. A princípio, conforme Nilson, a linha que faz mais sentido é que Robinho estava brigando com pai de Jaderson. Gilmar viu a discussão e interviu. O filho do dono da conveniência chegou depois, viu a confusão e efetuou os disparos.

A motivação do crime será investigada. Jaderson e o pai se comprometeram a se apresentar à polícia hoje. Caso descumpram o combinado, o delegado vai pedir a prisão preventiva do autor dos tiros.

O caso

Gilmar da Silva, de 37 anos, morreu baleado na tarde desta quinta-feira (19), na rua Araticum, nas Moreninhas, em Campo Grande. Ele teria tentado defender o irmão em uma briga.

Conforme relatos de testemunhas nas redes sociais, a vítima estava de moto e viu quando o irmão, que seria usuário de drogas, estava envolvido em uma confusão na rua. Ao dialogar para acabar com a briga, ele sofreu os disparos.

O Samu e o Corpo de Bombeiros chegaram a ser acionados. Imagens enviadas por leitores mostram o início do atendimento à vítima, mas ele não resistiu.

Leia Também

Sem ver a filha há 2 anos, pai vai buscar na escola e pega criança errada
Geral
Sem ver a filha há 2 anos, pai vai buscar na escola e pega criança errada
MS entra na lista dos 11 estados com risco de 2ª onda da covid-19
CORONAVÍRUS
MS entra na lista dos 11 estados com risco de 2ª onda da covid-19
Polícia fecha bar usado para tráfico de cocaína no Santa Luzia
Polícia
Polícia fecha bar usado para tráfico de cocaína no Santa Luzia
Chamados de macacos: após ataques, secretário ressalta capacitação da Guarda Civil
Polícia
Chamados de macacos: após ataques, secretário ressalta capacitação da Guarda Civil