Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Polícia

Polícia prende um dos suspeitos de furtar cadáver de homem que morreu na rua

O acusado chegou a negar os fatos, mas acabou confessando a autoria do crime de omissão de socorro e furto qualificado

11 março 2019 - 13h51Por Da redação/TáNaMídia Naviraí

Rafael dos Santos Ferreira, 25 anos, foi preso em flagrante, acusado dos crimes de omissão de socorro e furto qualificado mediante concurso de pessoas. O crime ocorreu na Avenida Amélia Fukada, região central de Naviraí, tendo como vítima, Paulo Pereira de Carvalho, 34 anos, que morreu no local depois de passar mal e cair na rua.

Ele aparece nas imagens da câmera de segurança com mais um indivíduo. Ao encontrarem Paulo caído na rua, os criminosos o arrastam pelos braços até a calçada e passam a revirar seus bolsos. Depois de retirar algo do bolso de Paulo, Rafael e o comparsa vão embora sem prestar qualquer tipo de socorro.

Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Corpo de Bombeiros foram ao local, tentaram reanimar a vítima, mas ela não resistiu.

A imagem da dupla arrastando e revirando Paulo foi divulgada pela Polícia, sendo que por volta do meio-dia de sábado, a Polícia Militar localizou Rafael, que foi encaminhado para o 1ª DP (Delegacia de Polícia Civil) de Naviraí.

Na delegacia, Rafael a princípio negou conhecer Paulo e até mesmo que tenha arrastado e furtado alguém que estava desacordado na Avenida Amélia Fukuda.

Porém, ao serem mostradas imagens das câmeras de segurança da via pública e também de uma lanchonete, Rafael voltou atrás e admitiu que conhecera Paulo naquela noite e que saíram juntos do bar, porém não na mesma direção. Confessou também que arrastou Paulo para calçada e que a vítima estava com o nariz sujo de sangue, porém respirando.

Ele admitiu também que revirou os bolsos de Paulo e pegou a quantia de que acreditava ser aproximadamente R$5,50. Ao ser questionado de quem seria o outro indivíduo que aparece nas imagens, Rafael disse que era um amigo, mas que não iria revelar seu nome porque "não era cagueta".

Logo em seguida, a equipe do SIG identificou o comparsa de Rafael, um menor de idade. O corpo de Paulo foi levado para o Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal) e, conforme perícia feita no local, não há sinais de violência. O caso foi registrado como morte a esclarecer.

Leia Também

Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 739 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Política
Papy é flagrado em reunião com comes e bebes e explica: encontro da igreja
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Geral
Vídeo: tentando imitar cena de filme, jovem pula em cima de automóveis, cai e quebra a perna
Filho morre  de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina
CORONAVÍRUS
Filho morre de covid-19 oito horas após a mãe em Santa Catarina