TJMS AGOSTO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 08 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
SENAI SUPER BANNER JULHO E AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Polícia

Polícia recupera objetos de vítimas de assalto no Jardim Veraneio

Alguns dos pertences estavam no bolso de um dos assaltantes morto em confronto com a polícia

01 junho 2022 - 22h01Por Elizeu Ribeiro

Policiais do Batalhão de Choque recuperaram alguns objetos que pertencem as vítimas da casa e clínica de estética, que foi assaltada na tarde de hoje (1°), na rua Itacolomi, no Jardim Veraneio, em Campo grande.

No bolso de um dos assaltantes que foi baleado durante a fuga e depois morreu na Santa Casa, os policiais encontraram dois anéis de ouro, um brinco, um relógio Smart Watch e uma cédula de R$20, que foram recuperados e reconhecidos pela vítima.

Durante a ação, também foram apreendidos uma arma de fogo calibre .32 com três munições intactas e três deflagradas.

O suspeito morto pela polícia durante o confronto ainda não foi identificado. Os outros dois envolvidos estão foragidos. 


Entenda o caso
Três assaltantes fizeram mulheres reféns e fugiram com joias, de uma casa e clínica de estética, na tarde desta quarta-feira (1º), no Jardim Veraneio, em Campo Grande. Um dos suspeitos trocou tiros com o Batalhão de Choque e morreu. 

O local do roubo foi na rua Itacolomi, sendo que os bandidos entraram no imóvel, por um terreno baldio no fundo. Os criminosos ordenaram que duas mulheres ficassem em silêncio, enquanto coletavam artigos de valor, entre eles jóias. 

No entanto, disse o delegado Giuliano Carvalho Biacio, da Delegacia de Roubos e Furtos, um homem, que prestava serviço na casa, viu a ação dos ladrões. Ele se escondeu e acionou a PM. 

Ao deixar o local do roubo, um suspeito viu uma viatura do Batalhão de Choque e começou a trocar tiros, segundo a Polícia Militar. O alvo do tiro colocado em uma viatura e socorrido ao hospital, mas não resistiu. Outros dois suspeitos fugiram.

Imagens de câmeras de segurança mostram, ao menos, quatro suspeitos, correndo em meio à vegetação, no bairro. O detalhe é que, segundo a Perícia Técnica, os suspeitos usavam meias nas mãos para não deixarem impressões digitais. 

O total de itens roubados ainda está em apuração, já que o local está isolado para perícia. Mas a Polícia Civil garante que o objetivo dos criminosos era roubar dinheiro e joias.