(67) 99826-0686
Camara Maio

Polícia resgata recém-nascido que teria sido vendido por R$ 6 mil pela própria mãe

Resgate

25 NOV 2013
Carlos Guessy
16h30min
Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Maracaju (MS) resgatou um bebê com menos de um mês de vida, que teria sido vendido pela própria mãe, de 23 anos.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Amylcar Eduardo Paracatu Romero, a mãe da criança trabalhava em uma boate da cidade, fazendo programas. A suposta venda da criança foi denunciada por populares e um informante disse que a mãe teria recebido R$ 6 mil pela transação. Durante entrevista logo depois do nascimento, no dia 31 de outubro, ela negou ter vendido o bebê.

No endereço da garota de programa, vizinhos informaram que ela voltou para São Luís do Maranhão (MA), sua cidade natal. O delegado então requisitou cópia da certidão de nascimento ao cartório da cidade. O genro da proprietária da boate onde a acusada trabalhava, de 33 anos, apareceu como pai. Ele acabou confessando que registrou falsamente o bebê como se fosse seu filho, pois a mãe havia abandonado a criança com apenas cinco dias de vida. O homem disse que não comprou o recém-nascido.

O delegado representou pela busca e apreensão da criança junto a Vara da Infância e Juventude de Maracaju, que deferiu o pedido. A criança foi encaminhada pela Polícia Civil ao Conselho Tutelar para abrigamento.

“A mãe da criança será indiciada por efetivar entrega de criança mediante pagamento e o rapaz, pelo crime registrar filho alheio como próprio, delitos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)”, explica o delegado.   

Veja também