TJMS dezembro
Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
Polícia

Polícia vai indiciar homem que matou o tio por homicídio duplamente qualificado

Miguel desistiu de se apresentar para a polícia nesta quinta-feira (18)

18 julho 2019 - 13h10Por Diana Christie e Luis Abraham

A polícia já ouviu algumas testemunhas e trabalha com a tese de homicídio duplamente qualificado no caso do sobrinho que matou o tio na Avenida Marquês de Lavradio, em Campo Grande, na última terça-feira (16).

Segundo o delegado-adjunto na 4ª DP, Thiago Macedo dos Santos, o crime de Miguel Arcanjo Camilo Junior é qualificado por se tratar de motivo fútil – possivelmente uma dívida – e por usar recurso que dificultou a defesa da vítima - Osvaldo Foglia Junior foi assassinado a tiros ainda dentro do carro.

Thiago destaca que já ouviu algumas pessoas que presenciaram o crime, mas espera a apresentação do réu, remarcada para amanhã, e também de uma testemunha que mora no interior de Mato Grosso do Sul, em cidade não revelada à imprensa. A perícia trabalha na elaboração dos laudos da cena do crime.

O camaro usado na fuga de Miguel foi apreendido. De acordo com a polícia, a residência onde o veículo foi encontrado pertence a uma idosa da família, mas ela não tem qualquer envolvimento com o crime e nem sabia que o carro foi deixado lá durante a madrugada de terça-feira (16).

Miguel desistiu de se apresentar para a polícia nesta quinta-feira (18). Segundo o advogado Júlio César Marques, o empresário afirma que está sofrendo muito com o crime e ainda não está preparado emocionalmente para prestar depoimento. "O abalo ocorreu entre família, ele está muito chocado. Ele tem transtorno do pânico", declarou.