(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

PRF diz que agente estava em serviço quando matou empresário

Corporação se manifestou apenas informando que abriu uma ‘investigação preliminar’ do caso

1 JAN 2017
Vinícius Squinelo
08h12min
Foto: Luis Vilela/JornalOEstado

O agente Ricardo Hyun Su Moon, 46 anos, estava em serviço quando matou o empresário Adriano Correia do Nascimento, 33 anos, na madrugada deste sábado (31) durante uma briga de trânsito. Pelo menos esta é a versão da Polícia Rodoviária Federal. A arma usada no crime também é da corporação.

O assassinato, por motivo torpe, ocorreu durante a ida de Ricardo ao trabalho, quando trafegava na avenida Ernesto Geisel, em Campo Grande. O agente da PRF, mesmo encontrado por militares no local do crime, teve um acompanhamento diferenciado (leia aqui).

Já a PRF apenas informou que abriu uma ‘investigação’ preliminar sobre o caso, mas sequer mencionou o nome do agente em nota oficial.

Confira a nota da PRF:

"OCORRÊNCIA ENVOLVENDO POLICIAL

Hoje (31) a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul foi informada que por volta das 05h40min, em Campo Grande, um policial rodoviário federal seguia para assumir o serviço com o seu veículo particular, quando se envolveu em uma ocorrência, na avenida Ernesto Geisel, em frente ao Horto Florestal. 

O policial rodoviário federal se apresentou à Polícia Civil acompanhado da Polícia Militar, da PRF e de seu advogado, onde foi lavrado auto de prisão em flagrante em razão da necessidade de serem levantadas todas as circunstâncias da conduta do policial, o qual está à disposição da Justiça.

Uma investigação preliminar foi instaurada em procedimento administrativo para elucidação dos fatos. 

A Polícia Rodoviária Federal atua pela Incolumidade Pública e reitera à sociedade o compromisso com os valores da Transparência e da Responsabilidade Social."

Veja também