ENTREGAS
Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
ENTREGAS

Quadrilha faz família refém, um morre e outro é baleado em confronto com a polícia

Homem morreu durante tentativa de fuga; segundo foi baleado na região das nádegas e recebe atendimento

7 SET 2016
Diana Christie
08h42min
Foto: Geovanni Gomes

m homem morreu e outro ficou ferido em confronto com a Polícia Militar durante a madrugada desta quarta-feira (7), na Rua Airton Pereira Rebouça, esquina com a Rua Conde de Boa Vista, no bairro Santa Emília, em Campo Grande. A quadrilha fazia uma família refém em cárcere privado na tentativa de roubo de duas caminhonetes e uma motocicleta.

De acordo com o sargento Amauri, da Força Tática do 1º BPM (Batalhão de Polícia Militar), os criminosos abordaram a família por volta das 21h de ontem (6). A tentativa de assalto resultou na morte de Jhonny Weslley Moreira Barbosa, 26 anos, e na prisão de Luan Santos de Oliveira, 26 anos, e Renato Justino Pereira, 34 anos, que foi baleado nas nádegas e recebe atendimento na Santa Casa. O quarto envolvido acabou fugindo.

“Um vizinho visualizou os indivíduos na frente na casa da família e acabou acionando o 190. Várias viaturas se deslocaram pra lá, confirmando que eles estavam dentro da residência. Eles já receberam o pessoal com disparos de arma de fogo e começou a troca e tiros. Um foi preso dentro de casa e dois tentaram pular o muro”, relata o sargento.

Após perseguição, Jhonny Weslley foi localizado no fundo de uma residência, nas proximidades do local do crime, por uma equipe da Força Tática e efetuou dois disparos contra a guarnição. Segundo Amauri, os policiais então revidaram, atingindo três ou quatro tiros no homem, na região do abdômen e do pescoço. “Foi prestado socorro, mas ele chegou ao hospital e veio a óbito”, explica.

Já Renato Justino foi abordado pelo Batalhão de Choque, acionado para dar apoio à equipe do 1º BPM, do lado de fora aonde a ocorrência foi registrada. Ele foi atingido por um tiro na região das nádegas e encaminhado para a Santa Casa para atendimento. Conforme o Tenente-Coronel Marcos Paulo, do Batalhão de Choque, a quadrilha planejava roubar as caminhonetes e uma motocicleta da família.

O boletim de ocorrência está sendo registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga. Segundo a polícia, várias pessoas estavam na residência, localizada nos fundos de um comércio, porque havia uma reunião de amigos. Durante toda a ação dos bandidos, as vítimas eram ameaçadas de morte e três pessoas foram agredidas, entre elas o dono da residência e o genro dele.

Com os bandidos, os policiais apreenderam um revólver calibre 38. A família relatou aos investigadores que pelo menos três armas de fogo foram usadas durante a ação, que possivelmente foram levadas pelo quarto suspeito, que conseguiu fugir do cerco policial.

Veja também