Menu
Busca sábado, 04 de julho de 2020
ALMS
Polícia

Sistema de registro de boletim de ocorrência volta a ficar fora do ar

Policiais cogitam paralisação caso o problema não seja resolvido

13 setembro 2016 - 16h42Por Kerolyn Araújo com assessoria

O Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional), utilizado por policiais civis para registrar boletins de ocorrência, voltou a apresentar problemas e desde o final da manhã de ontem (12), está sem funcionar. Caso o problema não seja resolvido, a categoria poderá paralisar as atividades por tempo indeterminado.

Conforme o Sindicato dos Policias Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol-MS), há cerca de três meses o sistema estava parcialmente indisponível devido a problemas contratuais entre a empresa fornecedora do programa e o governo estadual. 

“Enquanto a administração estadual não resolve a situação, a população e os policiais civis estão sendo prejudicados. O registro de ocorrências está demorando horas e não há como fazer o cruzamento de informações. O trabalho da Polícia Civil está retrocedendo décadas, pois as ocorrências estão sendo registradas em livros e arquivos no computador sem a perspectiva de quando o SIGO voltará a funcionar”, afirmou o presidente do Sinpol, Giancarlo Miranda. 

O sindicato notificará a Delegacia-Geral, a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e o Governo do Estado cobrando a solução para o impasse. Caso o problema não seja resolvido, os servidores poderão paralisar as atividades por tempo indeterminado. 

Leia Também

Com droga e bebedeira, 'baile da covid' rola solto na Fábio Zahran
Cidade Morena
Com droga e bebedeira, 'baile da covid' rola solto na Fábio Zahran
Casal encontra R$ 2,4 mil na rua, faz campanha e encontra o 'dono': 'era um motoboy'
Geral
Casal encontra R$ 2,4 mil na rua, faz campanha e encontra o 'dono': 'era um motoboy'
Maia diz que impeachment só acontece quando o vice-presidente apoia
Geral
Maia diz que impeachment só acontece quando o vice-presidente apoia
No Canguru, 'festa da covid' segue dia e noite e vizinha não sabe mais o que fazer
Cidade Morena
No Canguru, 'festa da covid' segue dia e noite e vizinha não sabe mais o que fazer