TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
sexta, 03 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Polícia

STJ nega soltura de cabeleireira acusada de matar jovem em briga de rua

A ré não conhecia a vítima e se meteu em briga de casal quando esfaqueou o homem

26 setembro 2018 - 19h16Por Thiago de Souza

A cabeleireira Joice Espíndola de Castro teve o pedido de liberdade negado pelo Superior Tribunal de Justiça, em decisão datada do dia 20 deste mês. Ele recorreu à Corte após o Tribunal de Justiça em MS ir contra o pedido da defesa. Ela é acusada de matar um jovem que brigava com a esposa no dia 20 de maio, em Três Lagoas.  

A negativa do pedido ocorreu por unanimidade dos ministros da corte superior, segundo o JP News. A mulher está presa em um presídio feminino em Três Lagoas  

O crime

Joice passava pela rua quando viu uma briga envolvendo Camilo de Freitas Silva, a esposa Larissa Lais Fontoura e dois filhos dela, sendo um adolescente e uma jovem. Segundo a acusação, enquanto o filho de Larissa imobilizava Camilo, a cabeleireira esfaqueou o rapaz.

Ainda no inquérito, Joice diz que tentou defender Larissa, mas foi xingada de vagabunda pelo esposo.

A defesa de Joice alega que ela é ré primária e que possui um filho de 12 anos que depende de seus cuidados. No entanto, para o relator do caso, ministro Félix Fischer, as alegações são insuficientes.