(67) 99826-0686

Suspeito de abusar da própria mãe, homem é liberado e responderá apenas por maus-tratos

Conforme informações policiais, laudo que poderá comprovar o crime ficará pronto em 30 dias

17 NOV 2016
Kerolyn Araújo
10h02min
Foto: Deivid Correia

Um homem de 32 anos, suspeito de abusar sexualmente da própria mãe, de 61 anos, na tarde de ontem (16), na Vila Planalto, foi ouvido pela polícia e liberado. Ele responderá por maus-tratos, já que o crime sexual não foi comprovado.

Conforme informações da delegada Priscila Anuda, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam), a polícia chegou ao caso no final da tarde de ontem. "Um vizinho viu a mulher deitada na cama pela janela da casa e o filho dela andando de um lado para o outro. Horas depois, ele olhou novamente pela janela e viu a mesma cena, parecendo que a mulher estava morta'', contou. 

A Polícia Militar foi acionada e, na casa, encontrou a vítima deitada na cama, suja de vômito e fezes. A mulher foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Jardim Leblon, onde passou por uma lavagem estomacal, pois haviam muitos remédios no organismo dela. "Não sabemos se ela fazia o uso dos remédios sozinha ou se o filho obrigava ela a tomar", relatou.

Em um primeiro laudo, o médico que atendeu a mulher informou à polícia que ela apresentava sinais de violência sexual. Um segundo médico relatou que, no corpo da vítima, não haviam sinais do crime e que os machucados eram de assadura e coceira. "Uma perita da delegacia foi até à Upa, examinou a mulher e informou que não havia como comprovar o violência. Foi coletado todo o material e o laudo, comprovando ou não o crime, ficará pronto em 30 dias".

Apesar do crime não ter sido comprovado, a delegada explicou que o suspeito responderá por maus-tratos, devido à situação que a vítima foi encontrada. "Em depoimento ele assumiu que é usuário de drogas e esquizofrênico. A vítima foi encontrada dopada, mas não é incapaz, inclusive, até dirige", explicou.

O caso segue investigado pela Deam.

Veja também