(67) 99826-0686

Suspeito de matar PM em conveniência é baleado pela Rotac e morre no hospital

Homem deu entrada no Hospital Regional em estado grave

30 DEZ 2016
Thiago de Souza
11h24min
Márcio tinha 37 anos e era lotado no 9º BPM Foto: Reprodução Facebook

Suspeito de roubar a arma e matar o soldado da Polícia Militar, Márcio Correa Ferreira, 37, na madrugada dessa sexta-feira (30), em Campo Grande, trocou tiros com policiais da Rotac (Rondas Ostensivas Táticas da Capital), no Portal Caiobá, por volta das 10h desta sexta-feira (30), foi atingido por um disparo e morreu enquanto era atendido no Hospital Regional. Ele ainda não foi identificado.

Na noite de ontem, o suposto assassino teve uma discussão com o policial, em uma conveniência na Rua Brilhante, e entrou em luta corporal com o militar. Na sequência, roubou a arma do soldado e atirou contra ele. Márcio, que era lotado no 9º Batalhão de Polícia Militar foi socorrido ao UPA Leblon, mas não resistiu e morreu.   

Uma guarnição da PM está no local junto com a Perícia da Polícia Civil. Outra viatura foi a que socorreu o suposto assassino até o Hospital Regional.  

Crime

Conforme o boletim de ocorrência, Márcio Correa Ferreira, o policial assassinado, estava em uma conveniência, na madrugada desta sexta-feira (30), na Rua Brilhante, acompanhado do soldado Franco, do Batalhão de Choque da PM e duas mulheres. Franco teria ido embora, ficando a vitima e as testemunhas no local.

Segundo pessoas que presenciaram os fatos, em determinado momento Marcio e um homem iniciaram uma discussão e entram em luta corporal. Durante a briga, a pistola do PM caiu no chão e o suspeito a pegou e atirou duas vezes contra o tórax do soldado. Ainda conforme testemunhas, o suposto autor do disparo fugiu em um veículo Corsa preto, ainda com a arma do policial militar.   

O PM foi socorrido ao UPA Leblon, mas não resistiu aos ferimentos. 

 

Veja também