TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Suspeito de roubar e estuprar várias mulheres é preso em Campo Grande

24 novembro 2015 - 12h47Por Mariana Anunciação

O pedreiro Alex Barbosa dos Santos, 33 anos, foi preso por roubo e porte da arma ilegal no final da tarde de ontem (23), às 16h50, em uma obra localizada na Avenida Eduardo Elias Zahran. Ele também está sendo investigado por cometer estupros de diversas mulheres de Campo Grande.

O delegado da Derf (Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos) e responsável pelo inquérito policial, Reginaldo Salomão, contou que a vítima de roubo, uma adolescente de 17 anos, reconheceu o autor, que também teria cometido estupro vaginal e anal. O crime ocorreu no início da manhã de sexta-feira (20), nas redondezas do Bairro Nova Lima. Alex teria levado R$ 102 reais e o celular da vítima, após o ato sexual cometido na região da universidade Agrárias.

A partir da análise de ocorrências semelhantes, confronto de informações e denúncias, a polícia passou a investigar crimes onde o autor estaria armado usando um revólver calibre 38, com cano de madeira, em um Palio antigo, de cor escura e quatro portas. Foram feitas diversas diligências, até que encontraram o suspeito na Vila Margarida, na tarde de sexta-feira, às 17h.

 

(Foto: Geovanni Gomes)

No local, ele empreendeu em fuga e a polícia teve que abortar a perseguição, porque o suspeito estava colocando em risco a vida de terceiros, ao trafegar pela contramão na Avenida Coronel Antonino. Com isso, as investigações continuaram e a polícia o encontrou apenas no domingo, nas redondezas da Avenida Zahran.

Após acompanhamento tático, o suspeito teve que se entregar ao se sentir encurralado. Em seguida, foram feitas diligências na residência dos familiares dele, lugar em que a polícia preferiu manter o sigilo. No imóvel, a irmã do autor entregou o celular da vítima que estava dentro da cômoda, no quarto dele. "Prefiro não me pronunciar", disse Alex, ao ser questionado sobre sua inocência.

A adolescente reconheceu o autor “sem sombra de dúvida”. “Temos a suspeita de cinco a seis crimes parecidos na região da Vila Margarida e Nova Lima. Os indícios são que a finalidade do autor seria a violência sexual e ele aproveitava para roubar. Mas essa investigação será feita por parte da Casa da Mulher”, explicou o delegado Salomão.

 

 (Foto: Geovanni Gomes)


Já foi feita a audiência de custódia e decretada prisão preventiva do autor. “Vamos convocar as demais vítimas de roubo para confirmar sua participação”, destacou o delegado. No momento, Alex está detido na Derf e será encaminhado, ainda hoje (24), para a delegacia da mulher dar continuidade às investigações e elucidar supostos crimes em que ele estava envolvido.