TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Polícia

Taxa de homicídios em Campo Grande é a que mais cresce entre capitais do País

02 outubro 2015 - 15h31Por Alessandra Carvalho

O mapa da violência aponta que o maior crescimento na taxa de homicídios ocorreu em  Campo Grande, em comparação com o de outras capitais, ao passar de 13,8, em 2013, para 18,9 a cada 100 habitantes, em 2014, conforme o 9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Em Mato Grosso do Sul, 377 pessoas foram assassinadas desde o primeiro dia deste ano. Desses casos, 77 ocorreram na Capital, conforme os dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

O número de assassinatos tem preocupado a população. Os gráficos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que crimes mais graves, como homicídio doloso, latrocínio e lesão corporal seguida de morte vitimaram 15.932 pessoas nas 27 capitais no ano passado.

No mês de setembro foram registrados nove homicídios dolosos só em Campo Grande, e oito lesões corporais dolosas na forma tentada. A violência contra a mulher também chama a atenção devido os números de boletins de ocorrências, que somam 1.183 desde janeiro.   

Oito meses depois

Cleverson da Rocha Ribeiro, 35 anos, foi morto a facadas na noite do natal de 2014, por motivo fútil, após uma discussão porque a vítima teria jogado cerveja no carro em que Carlos Alberto Mariano da Silva, 33 anos ,e Flávio Barbosa Ferreira, 35 anos, estavam  na rua Uquiza, no bairro Jardim Aeroporto, nesta Capital.

Carlos e Flavio foram presos após oito meses do crime de homicídio. Os policiais estavam com o mandado de prisão e no dia (4), encontrou os dois na rua Abdala Gasal, Bairro Popular. Eles foram recolhidos em uma das celas provisórias da Derf (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos) e depois encaminhados para o Presídio de Segurança Máxima.