TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
segunda, 23 de maio de 2022 Campo Grande/MS
GOV EMPREGO MAIO
Polícia

Tiro, porrada e bomba: tumulto em baile funk termina com 3 mortos

Correria começou após Polícia Militar jogar bombas e spray de pimenta na multidão

20 novembro 2018 - 07h35Por Da redação / G1

Um baile funk terminou com três pessoas mortas após serem pisoteadas na madrugada de sábado (17) em Guarulhos. Segundo testemunhas, a correria que provocou os pisoteamentos começou após ação da polícia.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento da confusão, quando centenas de pessoas correm por uma rua estreita do município da Grande São Paulo. É possível ouvir o barulho de explosão de bombas. Pelas imagens é possível ver que, no meio da gritaria, muita gente tenta fugir e fica prensada entre carros. Algumas pessoas caem e são pisoteadas por quem vem atrás.

A Polícia Militar confirmou que esteve no local para averiguar uma situação de perturbação de sossego. Segundo a corporação, frequentadores do baile arremessaram garrafas na direção dos militares, que reagiram utilizando armas de menor potencial ofensivo.

A festa era o Baile do Vermelhão, no bairro Pimentas, que ocorria num campo de futebol. Uma testemunha que não quis se identificar contou que estava no local no momento da festa e ficou ferida no momento do tumulto. Os machucados dela estão visíveis nas pernas e no olho direito.

“Falaram que a polícia tinha chegado. E aí depois disso daí, começou a correria, entendeu? [...] Eles [policiais] já chegaram já atirando. Aquele spray de pimenta, as bombas... Eles já chegaram atirando”, contou.

No tumulto, morreram Marcelo do Nascimento Maria, de 34 anos, Micaela Maria de Lima Lira, de 27 anos, e Ricardo Pereira da Silva, de 21 anos. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), as mortes estão sendo investigadas pelo 8º Distrito Policial de Guarulhos. Segundo a pasta, a PM também instaurou inquérito para “apurar todas as circunstâncias dos fatos e verificar se há conexão entre as mortes e uma tentativa de abordagem, em que os suspeitos fugiram em direção à festa”.