Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
MS DIGITAL - COMPET
Polícia

Trabalhador eletrocutado morreu em frente a açougue onde era cliente VIP

Família entrou em desespero quando recebeu a notícia da morte

14 novembro 2019 - 13h10Por Dany Nascimento

O distribuidor de carvão Edilson Cabral Pereira, 47 anos, morreu próximo da casa onde residia com a família, no bairro Pioneiros, em Campo Grande.

O trabalhador sofreu uma descarga elétrica de mais de 9 mil volts na manhã desta quinta-feira (14), na Rua Ana Luiza de Souza, enquanto descarregava o material de trabalho em um açougue.

De acordo com a cunhada da vítima, Olga Soares dos Santos, a família era cliente VIP do açougue onde o trabalhador estava quando sofreu a descarga elétrica.

“Ele morreu na frente de um dos lugares que a gente mais frequentava. Comprávamos carne aqui nesse açougue com frequência para os churrascos. Temos conta no comércio, um lugar que sempre frequentamos e ele morre aqui na frente”, diz a cunhada aos prantos.

Conforme o Corpo de Bombeiros, dois fios de alta tensão se romperam e caíram sobre o caminhão, no momento em que o trabalhador tentava abrir as portas. “Segundo testemunhas, ele tentou abrir a porta do caminhão-baú, quando os fios caíram em cima do veículo. Quando nossa equipe chegou aqui, ele estava desacordado no chão”.

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram reanimar Edilson por 1h10. “O protocolo é 40 minutos, mas acredito que a médica do Samu enxergou que ele poderia voltar e deu continuidade aos trabalhos de reanimação. Infelizmente ele não reagiu e faleceu”.  

Familiares de Edilson permaneceram no local acompanhando a tentativa de reanimação e entraram em desespero ao receber a notícia de que o trabalhador não reagiu.

Leia Também

Comerciante de 45 anos morre de covid em Dourados
Interior
Comerciante de 45 anos morre de covid em Dourados
Na Lata: em 2015 Bolsonaro desejava morte de Dilma, já hoje...
Na Lata
Na Lata: em 2015 Bolsonaro desejava morte de Dilma, já hoje...
Com covid, avó de Michelle Bolsonaro segue em estado grave no DF
Geral
Com covid, avó de Michelle Bolsonaro segue em estado grave no DF
PT é bloqueado no WhatsApp por suspeita de disparos em massa
Geral
PT é bloqueado no WhatsApp por suspeita de disparos em massa