Menu
Busca sexta, 06 de dezembro de 2019
Polícia

Trabalhador eletrocutado morreu em frente a açougue onde era cliente VIP

Família entrou em desespero quando recebeu a notícia da morte

14 novembro 2019 - 13h10Por Dany Nascimento

O distribuidor de carvão Edilson Cabral Pereira, 47 anos, morreu próximo da casa onde residia com a família, no bairro Pioneiros, em Campo Grande.

O trabalhador sofreu uma descarga elétrica de mais de 9 mil volts na manhã desta quinta-feira (14), na Rua Ana Luiza de Souza, enquanto descarregava o material de trabalho em um açougue.

De acordo com a cunhada da vítima, Olga Soares dos Santos, a família era cliente VIP do açougue onde o trabalhador estava quando sofreu a descarga elétrica.

“Ele morreu na frente de um dos lugares que a gente mais frequentava. Comprávamos carne aqui nesse açougue com frequência para os churrascos. Temos conta no comércio, um lugar que sempre frequentamos e ele morre aqui na frente”, diz a cunhada aos prantos.

Conforme o Corpo de Bombeiros, dois fios de alta tensão se romperam e caíram sobre o caminhão, no momento em que o trabalhador tentava abrir as portas. “Segundo testemunhas, ele tentou abrir a porta do caminhão-baú, quando os fios caíram em cima do veículo. Quando nossa equipe chegou aqui, ele estava desacordado no chão”.

Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram reanimar Edilson por 1h10. “O protocolo é 40 minutos, mas acredito que a médica do Samu enxergou que ele poderia voltar e deu continuidade aos trabalhos de reanimação. Infelizmente ele não reagiu e faleceu”.  

Familiares de Edilson permaneceram no local acompanhando a tentativa de reanimação e entraram em desespero ao receber a notícia de que o trabalhador não reagiu.