(67) 99826-0686
Camara Maio

Trio que fez arrastão em lanchonete é apresentado pela polícia

Arrastão

26 FEV 2014
Anna Gomes
11h40min
Foto: Geovanni Gomes

A Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) apresentou na manhã de hoje (26), o trio acusado de fazer um arrastão, ameaçar de morte funcionários e clientes na lanchonete Áquila Fast Food, situada na Rua Arthur Jorge, região Central de Campo Grande, no último dia 16.

Na sexta-feira (21), os policiais conseguiram prender Venecio Oliveira da Cruz de 22 anos, Adenilson Costa Molina Cavanha, de 22 e Jean de Jesus Silva, 20, que estavam em suas residências, todas localizadas no bairro Anache, zona norte da Capital. A polícia também apreendeu dois revólveres usados no crime, recuperou parte dos celulares, joias que estavam em posse dos acusados e duas motocicletas usadas pelos assaltantes.

Todos já tinham passagem pela polícia, Jean que era de Cuiabá (MT), chegou recentemente em Campo Grande, possui cadastro criminal por roubo em residência e cumpriu pena no presídio do Estado de Mato Grosso.

Venicio possui passagem por porte ilegal de arma, cumpriu pena aqui na Capital.

Adenilson  possui cadastro em crime de roubo quando era adolescente e cumpriu internação na UNEI (Unidade Educacional de Internação).

Os três bandidos confessaram o crime, relatando que utilizando duas motocicletas, entraram na lanchonete e praticaram o assalto. "Jean foi fazendo o arrastão nas mesas, Venicio entrou pelos fundos para roubar também", disse Adenilson.

Jean se assustou quando viu um táxi que passava pelo local, pensando que era uma viatura policial, o rapaz efetuou um disparo para o alto.

Venicio confessou que acompanhado de Jean, passaram em frente da lanchonete, viram que haviam muitos clientes, deduziram que no caixa haveria grande quantidade de dinheiro e resolveram planejar o assalto.

De acordo com o Delegado Fabiano Nagata, minutos antes do crime, os rapazes foram até o comércio, compraram um cigarro, viram que no momento havia muitas pessoas e decidiram fazer o arrastão.

No total, 15 vítimas formalizaram o Boletim de Ocorrência.

Ainda segundo o delegado, o trio pode pegar de 4 a 10 anos de prisão por roubo.

Veja também