TCE Novembro
Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
CONSTRUINDO O SABER 29/11 A 29/12
Polícia

Polícia ainda não tem suspeitos do assassinato de ‘bandida sorridente’

O corpo da jovem foi achado por populares atrás de uma caçamba de caminhão

30 outubro 2018 - 13h10Por Anna Gomes

O delegado Edmilson Holler, da 6ª Delegacia de Polícia, diz que o assassinato de Renata de Freitas Garcia, 23 anos, segue sendo investigado. O cadáver da jovem foi encontrado nesta segunda-feira (29), na Rua Planatina, no Bairro São Conrado, em Campo Grande.

“Os investigadores estão apurando os fatos. Não descartamos nenhuma hipótese, vamos trabalhar com todas para solucionar o caso de forma correta. Ainda é cedo para conseguirmos oferecer alguma informação, mas a polícia está trabalhando”, afirmou o delegado.

O corpo foi achado por moradores do bairro atrás de uma caçamba de caminhão. Segundo Holler, o cadáver apresentava perfurações na região do peito e pescoço. A faca de cozinha utilizada no crime estava no local.

Histórico

Renata viralizou na internet em 2017, ao rir por mais destaque nos jornais locais após tentar assassinar rival a facadas. O comportamento incomum ao ser presa lhe rendeu, na época, o apelido de ‘bandida sorridente’.

A entrevista foi concedida ao programa de Maurício Picarelli, da Rede Interativa MS. “Picarelli do Céu, estou nessa aí mais uma vez, fazer o que”, diz Renata nas imagens, então aos 22 anos, após contar sobre a tentativa de assassinar a namorada do ex-marido.

A jovem de fato era conhecida entre a polícia, por mais de 20 passagens de diversos crimes, cometidos desde sua adolescência. A vítima não tinha moradia fixa, era usuária de drogas, além de ter extensa ficha criminal pelos crimes de tráfico de drogas, ameaça, lesão corporal dolosa, incêndio criminoso, e duas tentativas de homicídio nos dias 27 de dezembro de 2016, e no dia 17 de abril de 2017.