(67) 99826-0686

VÍDEO: maníaco do Carioca foi preso porque brigou com tio e parou na delegacia

Ele estava foragido por assassinar uma pessoa em 2013

23 AGO 2019
Thiago de Souza
19h12min
Foto: Repórter Top

Felipe da Silva Gamarra, 25 anos, conhecido como ''Moleque Travesso'',  que confessou ter estuprado e esfaqueado uma mulher no Jardim Carioca, dia 29 de julho, em Campo Grande, foi preso após brigr com um tio e parar na delegacia, onde foi descoberto. Ele também atacou uma idosa no mesmo bairro para roubar e estava foragido por homicídio, cometido em 2013.

Ao TopMídiaNews, o delegado Fábio Brandalise, da Derf, explicou que depois do segundo crime , Gamarra fugiu para Anastácio, onde se abrigou na casa de parentes. Porém, em dada ocasião, se desentendeu com o tio e chegaram a trocar agressões, onde o tio ligou no 190 e denunciou o parente por agressão.

Ainda segundo Brandalise, os dois foram levados para a delegacia. Lá, a Polícia Civil descobriu que Moleque Travesso estava foragido da Justiça. Ele ficou preso e a polícia passou a investigar o motivo do suspeito estar naquela região.

''Nós tínhamos informações que colocavam ele como suspeito dos ataques no Jardim Carioca, instantes depois ele confessou os crimes'', destacou Brandelise.

Confissão

Durante apresentação à imprensa, Felipe confessou ter atacado a primeira vítima próximo a uma mata para roubar, já que tinha bebido e estava sob efeito de droga. Ele admitiu também ter estuprado e dado 14 facadas na mulher, porque ela teria o reconhecido e ele ficou com medo.  

No caso da idosa de 75 anos, Moleque Travesso conta que sua intenção era apenas roubar a vítima e não matá-la.

 

 

 

Veja também