TJMS JANEIRO
Menu
sábado, 22 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Afastado, Mario Cesar afirma que vai recorrer para voltar à Câmara

25 agosto 2015 - 19h48Por Amanda Amaral e Kamila Alcântara

O último a sair do dia de depoimentos na sede do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), Mario Cesar, recém afastado da presidência da Câmara Municipal, afirmou que irá recorrer, o quanto antes, da decisão que o afastou da Casa de Leis. Mario Cesar tambémdeclarou que ainda não vai dizer nada sobre seu depoimento, pois o processo corre em segredo de justiça. 

O Gaeco, braço forte do Ministério Público Estadual, investiga suposto esquema de direcionamento de votações na Câmara Municipal. A operação, deflagrada hoje (25), seria um desdobramento da Lama Asfáltica. O nome da nova etapa de trabalhos do Gaeco tem referência ao código usado para pegar propinas: tomar um cafezinho.

Perguntado sobre o "cafezinho", Mario Cesar afirmou que "em momento algum isso se refere a qualquer ou outra coisa senão o próprio café, a bebida".

Pouco antes, o ex-vereador Alceu Bueno que também é investigado pela Operação Coffee Break afirmou, “prestei os esclarecimentos e reafirmei que não houve essa compra de votos. Os votos foram todos independentes”.

Em coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje (25), o coordenador do Gaeco, Marcos Alex Veras, afirmou que antes de todos serem ouvidos, já havia incoerência nas declarações prestadas para os agentes.