Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

Ainda sem definição, futuro de Bernal será determinado hoje

Comissão Processante

18 NOV 2013
Redação
15h00min
Foto: Izaias Medeiros

O procurador jurídico da Câmara Municipal, Fernando Pineis informou nesta segunda-feira (18) que no caso da Comissão Processante acatar o afastamento do prefeito Alcides Bernal (PP), será criado um projeto de decreto que tramitará normal e será votado pelos vereadores no plenário, durante sessão ordinária.

 

"É importante entender que hoje será definido se a comissão acata ou não o protocolo de denúncia contra o prefeito. Em caso positivo será criado um projeto de lei que tramitará normalmente e que terá de ser votado na câmara", detalhou Pineis.

 

Cabe destacar que  o pedido de afastamento foi protocolado pela segunda vez  pelos produtores Raimundo Nonato e Luiz Pedro Guimarães, por entenderem que o chefe do Executivo Municipal estaria obstruindo o andamento do processo de esclarecimentos da Comissão Processante.

 

Andamento Comissão - Na semana passada, a equipe da Comissão Processante começou a ouvir as testemunhas arroladas pelo prefeito Alcides Bernal, com os empresários da Megaserv, Jagás e Salute. A partir desta terça-feira (19) começam a ser ouvidos os titulares das secretarias: Sesau, Agetran e SAS.

 

Os depoimentos continuam nos dias 20, 21 e terminam no 25 de novembro, quando o chefe do Administrativo Municipal será ouvido. As oitivas acontecem sempre no plenário Edroim Reverdito, na Câmara Municipal de Campo Grande.

 

 

Veja também