TCE MAIO
(67) 99826-0686
Camara Maio

'Alvo agora é acreditar em Campo Grande', diz vereadora

Prefeito na berlinda

12 FEV 2014
Marcelo Villalba
13h15min

Vereadores volta a criticar as ações do prefeito Alcides Bernal, devido aos últimos acontecimentos.  A falta de professores, kits escolares, uniformes os vetos dos projetos pelo poder executivo estremeceu novamente a relação.

Desgosto esse que chegou até ao secretariado de Bernal, com a possível saida do secretário municipal de finanças Wanderley Ben Hur.  

As incertezas que rondam o prefeito, só deixa ele longe do que poderia ser a tão sonhada administração 'tranquila', que tanto almeja o vereador Airton Araujo do PT. "Esse ano ele vai trabalhar para a governabilidade", comenta.

Nos bastidores as incertezas rondam,  sobre a aproximação de novos aliados para a base de Bernal. "Até onde eu sei são 11 vereadores", afirma Airton.  O vereador ainda disse que essa semana eles se reuniram com outros vereadores que até então nunca tinham conversado.

Já para o vereador Chiquinho Telles (PSD), Bernal deveria começar a ouvir bem os conselhos de Pedro Chaves, e parar de fazer movimentos errados na sua administração.  "Não é perseguição, mas a cidade esta a beira de um colapso", comenta.

Chiquinho disse ainda que o prefeito judia de mais de pessoas simples, que buscam trabalhar corretamente. "Pra mim ele é um louco".

Para Republicana Grazielle Machado,  o momento é de trabalhar por Campo Grande, e que seu sentimento sobre o prefeito da Capital é de desistência. "Pra mim quando você desiste de alguém é o fim. Eu desisti de acreditar no prefeito, mas não desisti de Campo Grande", finaliza. 

Veja também