Menu
sexta, 04 de dezembro de 2020
Política

André diz que não falou sobre Bernal em encontro com vereadores

Polêmica

25 outubro 2013 - 12h42Por Juliene Katayama

O governador André Puccinelli (PMDB) negou que tenha falado sobre a situação política do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), no encontro de ontem com os vereadores peemedebista. Ele também alertou sobre a análise que deve ser feita antes de decidir pela cassação do Chefe do Executivo.

"Eu não quero comentar sobre isso. Eu disse: você faz o trabalho de vocês. Vocês tem que se consubstanciar bem porque não podem ser leviano de acusar sem provas. Se tiver provas vai ser culpado, se não tem de ser absolvido", afirmou o governador.

André ainda disse que os vereadores fizeram muitas perguntas e que as dúvidas são as mesmas da imprensa. "Eles vieram fazer uma visita a mim. O Siufi não estava. Perguntaram de tudo: 'encontrou com Bernal? Não encontrei', 'na política vai apoiar quem?', as mesmas perguntas que a imprensa faz. Somadas todas eu respondi outra", pontuou.

Participaram da reunião com o governador Edil Albuquerque, Carla Stephanini, Mario Cesar e Vanderlei Cabeludo.

Sucessão estadual - Sobre o projeto político do PMDB para o ano que vem, André Puccinelli garantiu aos vereadores que o candidato do partido ao governo do Estado será o ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho. 

Leia Também

Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Geral
Ao comentar sobre alta na conta de luz, Bolsonaro pede banho rápido à população
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Interior
Arrendatários de fazenda são presos por crime ambiental e explorar trabalhadores em Nioaque
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Geral
Blogueiro russo é suspeito de trancar mulher semi-nua no frio e transmitir morte dela ao vivo
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás
Cidade Morena
Executado no Noroeste, Edilson dos Anjos 'fez o inferno' quando cumpriu pena em Goiás