Slogan refis 04 e 05/12
Menu
Busca quinta, 05 de dezembro de 2019
Política

Antes criticada, obra da 14 vira onda que todo político quer surfar

Revitalização da rua central de Campo Grande atraiu os mais diversos políticos ontem

30 novembro 2019 - 11h30Por Vinícius Squinelo

Não se faz um omelete sem quebrar os ovos, é o que diz o ditado popular. Mas a quebra de ovos na revitalização da rua 14 de Julho, no centro de Campo Grande, gerou uma série de protestos, encabeçados normalmente por políticos. Terminado o processo, o omelete foi servido ontem, e quem antes criticou é justamente quem tentava ganhar os elogios pela excelente culinária.

Saindo da cozinha imaginária e voltando para a vida real, o fato é que a obra da 14 de Julho virou aquela onda que todo político quer surfar. E o fato foi marcante nesta sexta-feira, quando a classe lotou o evento que marcou a entrega da revitalização.

Marquinhos Trad, do PSD, prefeito que liderou a maior obra dos últimos anos de Campo Grande destacou a eficiência do processo, assim como a ausência de denúncias de corrupção. Reinaldo Azambuja, governador parceiro na empreita, ressaltou justamente a união em prol da cidade.

Porém, além dos dois líderes do Executivo, grande parte dos políticos de Mato Grosso do Sul tentou tirar aquela casquinha na inauguração. O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), por exemplo, fez questão de postar nas redes sociais sua presença no evento.

Mas não só ele. O ex-vereador Ademar Vieira, o Coringa, foi outro que aproveitou a oportunidade para se mostrar nas redes sociais. Com direito a diversos posts e vídeo ao vivo no evento de lançamento da obra. Isso só para citar dois exemplos de políticos regionais.

Antes alvo de críticas, como de atrapalhar os comerciantes da região e da confusão no trânsito, hoje a rua 14 de Julho virou o jogo e é disputada pela classe política de MS.